Cacalo: "O que fica do jogo contra o Santos" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Paixão Tricolor20/11/2017 | 07h00Atualizada em 20/11/2017 | 07h00

Cacalo: "O que fica do jogo contra o Santos"

Aqueles que estão acostumados a jogar, como o goleiro Paulo Vitor e os jovens e experientes Rafael Thiere e Bressan, deram conta do recado

Cacalo: "O que fica do jogo contra o Santos" Ricardo Moreira/Fotoarena/Lancepress!
Foto: Ricardo Moreira / Fotoarena/Lancepress!
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Talvez a derrota do Grêmio venha a obscurecer a real consequência da partida de ontem na Vila Belmiro. Não que o Grêmio tenha realizado uma grande partida, claro que não. Mas penso, ao menos, jogou o suficiente para não ser derrotado. Porque a atuação do Santos também não merecia se traduzir em vitória.

Mesmo considerando a escalação da equipe tricolor, ressalto que assistimos a algumas promessas com potencial e a outras atuações razoáveis. Aqueles que estão acostumados a jogar, como o goleiro Paulo Vitor e os jovens e experientes Rafael Thiere e Bressan, deram conta do recado. O mesmo aconteceu com Christian. Dos jovens emergentes, chamou-me atenção o volante Machado – para mim o melhor do time. Forte na marcação, joga de cabeça erguida, tem bom passe e está sempre bem posicionado. Tem futuro.

Outro que teve boa atuação, surpreendendo positivamente e recuperando-se de algumas más jornadas, foi o lateral-direito Leonardo. Precisa aprender, mas mostrou potencial. Jael não jogou bem e foi atingido por uma incrível falta de sorte quando sofreu um pênalti claro, não marcado pela arbitragem. Já vimos que Patrick é bom jogador, mas ontem não jogou tudo o que sabe.

De qualquer sorte, acabou sendo um resultado justo pelo fato de o Santos ter aproveitado a oportunidade, coisa que o Grêmio não soube fazer. Continuo com a ideia de que jogadores jovens possuem mais condições de mostrar seu futebol quando acrescentados à equipe titular, participando de uma equipe entrosada e com forma definida de jogar. Mas há promessas neste elenco. O importante é que Renato está tendo sabedoria para lançá-los com calma e paciência. Agora, tudo é Libertadores. Dá-lhe Grêmio.

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros