Guerrinha: "Agora, tudo é Libertadores" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Guerra Total20/11/2017 | 07h00Atualizada em 20/11/2017 | 07h00

Guerrinha: "Agora, tudo é Libertadores"

Grêmio não pode deixar escapar a chance de largar com uma vitória contra o Lanús

Guerrinha: "Agora, tudo é Libertadores" Jefferson Botega/Agencia RBS
Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS

Não dava para ser melhor. Com reservas dos reservas, o Grêmio enfrentou o Santos, na Vila, perdeu mais uma, fechou a rodada na segunda posição e ficou a perigo de ser ultrapassado pelo Palmeiras e deixar escapar uma grana bem legal.

Agora, tudo é Libertadores, tudo é Lanús, tudo é Arena, onde o tricolor terá força máxima, empurrão do seu povo e não pode deixar escapar a chance de largar com uma vitória para encaminhar o título mais cobiçado no Humaitá.

SIMPLES – O interino Odair Hellmann desentortou o Inter com a entrada de Camilo e a colocação do atacante Potker numa função que ele sempre se destacou: perto do gol. Fica a lição,  nem sempre seguida pelos treinadores: escalar os melhores onde eles rendam.

REGULARIDADE – Ficou em boas mãos.  Além de América-MG e Inter, a elite do futebol brasileiro em 2018 terá Ceará e Paraná, que mostraram regularidade na maior parte do tempo e mereceram as vagas. É bom que se diga, porém, que todos precisam muito mais para encarar uma competição bem mais exigente.

RECICLAGEM – Chegou a hora de o futebol pernambucano se reinventar, achar os motivos que causaram os fracassos de Náutico e Santa Cruz na Segundona e a muito provável queda do Sport. A primeira coisa a ser feita é pagar salários, o verdadeiro doping para quem joga sempre no limite.

Perguntinha

Quem vai ser o técnico do Inter?

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros