Guerrinha: "O grande herói desta conquista foi Renato" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Guerra total30/11/2017 | 07h00Atualizada em 30/11/2017 | 07h00

Guerrinha: "O grande herói desta conquista foi Renato"

O maior ídolo da história do  foi um comandante com estratégia acertada, liderança de grupo e um conhecimento de quem sabia onde estava pisando

Guerrinha: "O grande herói desta conquista foi Renato" JUAN MABROMATA/AFP
Renato comemora o gol de Fernandinho Foto: JUAN MABROMATA / AFP

O título foi mais do que merecido. Num jogo que teve clima de guerra e parecia bem cabeludo, o Grêmio fez um primeiro tempo de luxo. Marcou com eficiência, atacou com precisão, assinalou dois gols e, mesmo caindo de produção com a saída de Artur, com o gol do Lanús, garantiu o caneco. Agora, o Tricolor tem alguns poucos dias para comemorar, pegar a estrada para Abu Dabi e tentar no Mundial de Clubes o bicampeonato.

HERÓI – Todos ganham e todos perdem. Mas o grande herói desta conquista atende pelo nome de Renato Portaluppi. O maior ídolo da história do clube, campeão como jogador, agora exibe o título como comandante, com uma estratégia acertada, liderança de grupo e um conhecimento de quem sabia onde estava pisando.

RESPOSTA – ninguém sabe ainda. Chegou a hora de uma definição muito importante nas bandas do Humaitá: a resposta de Renato Portaluppi sobre o seu futuro. Agora que tudo acabou, é o momento da definição, e a notícia que o torcedor mais quer ouvir é de que o líder do vestiário vai seguir dando as cartas no Grêmio, mesmo estando no radar de outros interessados e mais valorizado do que nunca.

SUFOCO – Não vai ser fácil. Atrapalhado, sem repertório, com uma vantagem que é mínima, o Flamengo vai comer o pão que o diabo amassou, logo mais, na Colômbia, contra o arrumado Júnior Barranquilla. A chance de chegar na final da Sul-Americana é boa, mas a noite promete ser emocionante e dura para os flamenguistas.

GRANA – Vai ficar mais forte. Com as finanças mais tranquilas do que em anos atrás, o Grêmio fecha a temporada observando o mercado e certo de que precisa reforçar o elenco. E uma das peças que certamente está nos planos é um fazedor de gols, capaz de dar uma resposta melhor do que Lucas Barrios e Jael.

PRIORIDADE – Parece um equívoco. Mesmo que nada tenha vazado do Beira-Rio, as notícias recentes dão conta de que o Inter está em busca de volantes para integrar o grupo colorado em 2018. A prioridade também é achar um atacante driblador, daqueles que estão em falta na Padre Cacique.

PERGUNTINHA
De quantos reforços o Inter precisa?

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros