Luciano Périco: "Depois de 10 anos, o Tricolor volta a sonhar com o tri" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Gigante da Galera02/11/2017 | 07h00Atualizada em 02/11/2017 | 07h00

Luciano Périco: "Depois de 10 anos, o Tricolor volta a sonhar com o tri"

Não foi uma grande atuação contra o Barcelona-EQU, mas o mais importante era a vaga na final

Luciano Périco: "Depois de 10 anos, o Tricolor volta a sonhar com o tri" Félix Zucco/Agencia RBS
Foto: Félix Zucco / Agencia RBS

Noite de festa na Arena! A ampla vantagem dos 3 a 0 construída em Guayaquil garantiu o Grêmio na decisão da Libertadores. O Tricolor controlava as ações, mas o Barcelona-EQU fez 1 a 0 com o perigoso Jonathan Álves aos 32 minutos. Esterilla carimbou a trave de Grohe logo aos 10 do segundo tempo. Só que os equatorianos não conseguiram impor uma grande pressão. O Grêmio jogou com o regulamento embaixo do braço e segurou a onda.

No fim das contas, não foi uma grande atuação. O mais importante era a vaga na final. Depois de 10 anos, o Tricolor volta a sonhar com o tri da América contra o Lanús.

Fora de campo, depois de uma longa novela, a renovação de Luan até 2020 foi confirmada pela direção gremista. A definição colocou um ponto final na temida possibilidade do jogador assinar um pré-contrato com qualquer time. Bom para os dois lados!

VAGA NO SOFÁ

Virtualmente, a vaga do Inter na Série A pode vir contra o CRB no Beira-Rio. Uma vitória simples e estamos conversados! Claro que há um segundo momento, com a classificação matemática, quando o quinto colocado não pode mais alcançar o Colorado.

Com a vitória do Oeste sobre o Paraná, para aposentar a calculadora depois do jogo contra o Luverdense, o Inter terá de vencer as duas próximas partidas e contar com resultados paralelos. O Vila Nova pode, no máximo, empatar com o Paysandu em Belém, amanhã, e o Oeste terá de ser derrotado em casa na terça-feira.

Resumo da ópera: o time de Guto Ferreira pode até vencer em Lucas do Rio Verde na segunda-feira, depois de uma vitória contra o CRB, e terá que ficar de olho na TV, esperando o duelo em Barueri para fechar a conta no dia seguinte. Mas tudo se desenha mesmo é para uma definição matemática no Beira-Rio, na frente da torcida, dia 11, contra o Vila Nova!

ELETRIZANTE

O Lanús fez história! Fará sua estreia na decisão da Libertadores. A virada sobre o gigante River Plate, depois do placar estar 3 a 0 contra no agregado, veio com uma garra impressionante. A reação na etapa final foi comandada pelo veterano atacante Sand, autor de dois gols, e o baixinho Acosta, que já teve passagem pelo Boca Juniors.

O árbitro de vídeo apareceu com polêmica. O River Plate reclama que o recurso não foi usado a seu favor no lance em que Marcone cortou a bola com o braço. Já para o Lanús foi assinalada a infração, quando Sand foi puxado dentro da área, depois da verificação eletrônica. Dois pesos e duas medidas!

Pela campanha na fase de grupos, atrás do Atlético-MG, o Lanús levará a decisão para La Fortaleza, na Grande Buenos Aires. Vale lembrar: o time argentino acabou sendo beneficiado por um erro administrativo da Chapecoense, que perdeu os pontos do jogo e foi eliminada no Grupo 7. No fim das contas, o Davi derrubou o Golias!


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros