Zé Victor Castiel: "História de fidelidade" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Paixão colorada11/11/2017 | 07h00Atualizada em 11/11/2017 | 07h00

Zé Victor Castiel: "História de fidelidade"

Torcida do Inter merece os parabéns pelo comportamento na temporada

Zé Victor Castiel: "História de fidelidade" André Ávila/Agência RBS
Foto: André Ávila / Agência RBS
Zé Victor Castiel
Zé Victor Castiel

contato@zevictorcastiel.com

A Segunda Divisão está chegando ao final e deixa inúmeras lições. A principal delas, talvez, seja a enorme fidelidade da torcida colorada ao seu clube do coração.

Com um início claudicante e uma retomada de bons resultados, foram raríssimos os momentos em que o time desenvolveu o futebol que os torcedores queriam. As vitórias obtidas em sequência – que, ao final, fizeram com que o time chegasse na condição de classificado virtual para a elite –, raramente, ou quase nunca, tiveram performance vistosa. Alguns jogos, pelo contrário, deixaram o torcedor extremamente contrariado com a postura técnica em campo e a falta de capacidade do treinador de mensurar o tamanho do clube que dirigia.

Quantas vezes vimos o Inter se apequenando dentro de seu estádio, quando, sabidamente, enfrentava times muito inferiores tecnicamente? Houve jogos, principalmente fora de casa, quando, incrédula, a torcida via formações equivocadas e rendimento baixo de um elenco que, apesar das carências, era composto de bons jogadores. Esta mesma torcida, que reconhece os méritos de Guto Ferreira por ter apostado em uma estratégia e feito do pragmatismo uma maneira eficaz de trazer o Inter de volta para a Série A, que presenciou, aflita, jogos sem nenhum brilhantismo, estará novamente lotando o Beira Rio neste sábado. Esta foi a tônica. A presença enorme da torcida, tentando empurrar o time mesmo nos momentos mais difíceis.

Reconhecimento à torcida

Os colorados provam a cada jogo que fazem a diferença. Agora que se aproxima o fim de um período ruim do Internacional e que se reconhecem méritos em jogadores e comissão técnica, cabe também o reconhecimento à importância de um grande clube possuir também uma enorme torcida.

Vou mais cedo ao Beira-Rio só para ver a chegada de meus companheiros da cor vermelha, que são parceiros na boa e na ruim e merecem um enorme aplauso.

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros