Zé Victor Castiel: "Uma vida nova em 2018" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Paixão Colorada29/11/2017 | 07h00Atualizada em 29/11/2017 | 07h00

Zé Victor Castiel: "Uma vida nova em 2018"

O primeiro objetivo é fazer uma boa campanha na Série A, para exorcizar qualquer fantasma

Zé Victor Castiel: "Uma vida nova em 2018" Carlos Macedo/Agência RBS
Foto: Carlos Macedo / Agência RBS
Zé Victor Castiel
Zé Victor Castiel

contato@zevictorcastiel.com

É importante o Inter definir objetivos para 2018. Objetivo é diferente de vontade, de sonho. Objetivo a gente define com a razão, olhando para o futuro e identificando o que é o fundamental. Para mim, existe um que é decisivo: fazer uma boa campanha na Série A, para exorcizar de vez qualquer fantasma. Chega a ser estranho para um clube do tamanho do Inter ter um objetivo, aparentemente, tão pouco grandioso. Comparo o Colorado a alguém que caiu e se machucou. Quebrou uma perna. A fratura já não existe mais, o osso calcificou. Mas é preciso fazer fisioterapia, dar os primeiros passos com segurança. Volto ao começo do texto. Definir como objetivo uma boa campanha na Série A não significa abrir mão do resto. Mas o resto é sonho, vontade, é meio para chegar lá. Pode até se concretizar. Mas o fundamental vem antes. 

Um segundo objetivo, deveria ser, na minha opinião, o Gauchão. O Inter gosta da competição regional. Não caiu no pecado da arrogância ao desqualificá-la, jamais. Com nova direção técnica e contratações, o Inter tem tudo para começar uma vida nova em 2018. Ou melhor, retomar a vida que deixou de ser nova quando o clube abandonou a sua essência de humildade e de valorização do futebol jogado dentro do campo. Foi assim que o Inter caiu e foi assim que subiu. Jogando bola.

Foco no Brasileirão

Vejo que a direção colorada está se movimentando, vasculhando o mercado em busca de jogadores. Também foi assim com o treinador, mas não deu para fechar com Abel. Entre fazer uma experiência com um nome novo que conhece o grupo e um que não conhece, prevaleceu o bom senso. Se fizer boas campanhas, o que todos os colorados desejam, Odair Hellmann ganhará o apoio daqueles que ainda desconfiam. Se não conseguir, o mercado da bola é dinâmico. Às vezes, o tempo é o melhor conselheiro. Tudo se justifica, desde que o Inter faça bonito no Brasileirão 2018. É nisso que a direção e a torcida devem se focar.

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros