Cacalo: "Uma pulga atrás da orelha com Adriano" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão tricolor29/12/2017 | 07h00Atualizada em 29/12/2017 | 07h00

Cacalo: "Uma pulga atrás da orelha com Adriano"

À priori, não há uma pessoa que acredite que o Imperador possa ser recuperado para o futebol 

Cacalo: "Uma pulga atrás da orelha com Adriano" Thiago Duran/AG News
Foto: Thiago Duran / AG News
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Depois da partida organizada por Zico no chamado Jogo das Estrelas, correu a notícia de que o técnico Renato estaria disposto a conceder uma chance de recuperação ao jogador Adriano, buscando a sua contratação pelo Grêmio. Preliminarmente, diria que Renato tem crédito para oferecer a seu clube soluções para as dificuldades de mercado e de determinadas posições. 

Por outro lado, penso que o clube possui uma equipe de avaliação de desempenho muito competente e que tem emitido opiniões abalizadas acerca de eventuais contratações bancadas pelo clube. À priori, não há uma pessoa sequer que acredite que Adriano possa ser recuperado para o futebol profissional. Isso, graças aos seus desempenhos recentes e pelo tempo que está sem jogar futebol. 

Ademais está numa idade relativamente avançada para um atleta que não se cuida rigorosamente no aspecto físico e emocional, e isso é sabidamente comprovado, inclusive pelas próprias declarações de Adriano. O que levou, então, Renato a tentar dar essa chance a Adriano? O que ele sabe que nós não sabemos ? Como jogador de futebol, Adriano foi um dos melhores centroavantes que conheci e suas atuações anos atrás foram extraordinárias, pois se tratava de jogador decisivo. 

Parada difícil

Particularmente, embora não acredite que Adriano possa recuperar sua condição física e seu futebol _ circunstâncias importantes para um jogador deste tipo _, confesso que fico com uma pulga atrás da orelha. Imagino que a direção do Grêmio irá manter um diálogo aberto com o técnico Renato, ouvindo seus motivos e arrolando uma série de elementos para adotar uma decisão deste teor. Mas, é uma parada difícil, reconheço. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros