Guerrinha: "Fica difícil entender a direção do Inter" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Guerra total20/12/2017 | 07h00Atualizada em 20/12/2017 | 07h00

Guerrinha: "Fica difícil entender a direção do Inter"

Entra ano, sai ano, e o Colorado segue na estratégia de repatriar seus ex-jogadores

Guerrinha: "Fica difícil entender a direção do Inter" Félix Zucco/Agencia RBS
Foto: Félix Zucco / Agencia RBS

Ao contrário do que se imaginava, o Inter está, sim, de olho no zagueiro Rodrigo Moledo, que no início de 2018 fica sem contrato e livre para trabalhar em outro lugar.

Entra ano, sai ano, muda direção e o Colorado segue colocando em prática um pensamento que na maioria das vezes não surte efeito, de repatriar jogadores, quando deveria pesquisar mercado e buscar opções diferentes e que podem surtir efeitos mais qualificados.

VALORIZAÇÃO _ Já era esperado.

Após a boa temporada, quando brigou por títulos em todas as competições, vários jogadores do Grêmio passam a ser vistos com interesse por outros clubes.

Pelas notícias, o lateral Edilson está na mira do Cruzeiro, que oferece salário superior ao que recebe na Arena. Menos mal que Léo Moura tem bola para dar conta do recado.

PREJUÍZO _ Tudo tem preço.

Assustado com o que viu com os próprios olhos na decisão entre Flamengo e Independiente, o presidente da Conmebol, Alejandro Rodriguez, relatou os episódios na entidade.

Tudo indica que o Mengão vai pagar uma conta nada pequena em 2018.

GOZAÇÃO _ Nem todos sabem gastar.

Barrado no Chelsea, o zagueiro David Luiz, dono de uma bola comum, entrou nos planos do Arsenal, que cogita pagar R$ 131 milhões pelo beque de 30 anos.

Com essa grana, se procurar bem, o clube inglês arruma um jogador muito mais qualificado.

Perguntinha

Quem vai ser a surpresa do Gauchão?

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros