André Baibich: a grande atração de Avenida x Grêmio está na zaga tricolor - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Opinião24/01/2018 | 07h00Atualizada em 24/01/2018 | 07h00

André Baibich: a grande atração de Avenida x Grêmio está na zaga tricolor

Reforço gremista ganha oportunidade de mostrar qualidades que podem lhe transformar no mais confiável reserva do grupo

André Baibich: a grande atração de Avenida x Grêmio está na zaga tricolor André ¿?vila / Agência RBS/Agência RBS
Foto: André ¿?vila / Agência RBS / Agência RBS

Foi uma estreia estranha de Paulo Miranda contra o São Luiz, na arrancada gremista no Gauchão. Por um lado, mostrou a firmeza a que os torcedores do São Paulo se habituaram em seus dias no Morumbi. Por outro, foi expulso e, a partir do cartão vermelho, o Grêmio foi encurralado e sofreu o gol de empate.

Leia mais
FOTOS: time de transição do Grêmio chega em Santa Cruz para jogo contra Avenida
Romildo Bolzan descarta a contratação de Blandi
Thonny Anderson sai no BID e será atração no banco do Grêmio contra o Avenida

Imagino que esta quarta-feira (24), contra o Avenida, seja uma boa oportunidade para Paulo Miranda apagar alguma desconfiança que tenha ficado da primeira partida. Uma estreia de verdade, digamos. 

Evidente que, como tenho ressaltado neste espaço, há de se considerar o baixo nível do enfrentamento na hora de avaliar os jogadores. Ainda assim, no caso do time de transição do Grêmio e seu sistema defensivo problemático, uma boa performance de um zagueiro ganha crédito. 

Paulo Miranda tem tudo para se firmar como um acerto da direção. Sua caminhada iniciou um tanto acidentada em Ijuí, mas sua força física e senso de posicionamento tendem a transformá-lo no reserva mais confiável do grupo de Renato. Que esse caminho comece por Santa Cruz.

JOGÃO — Dois times com 100% de aproveitamento, o Inter titular em campo e a expectativa para o melhor jogo do Gauchão até aqui. Vale a pena conferir o time de Odair diante do Caxias de Luiz Carlos Winck. Os melhores momentos colorados em 2018 vieram no contra-ataque, atuando em velocidade. Será mais uma chance para observar esse conflito de estilos entre o que o técnico do Inter quer, no caso, um time que jogue com bola no pé e passes curtos, e o que o time parece executar com mais desenvoltura, que é esse jogo de atrair o adversário, desarmar e arrancar rapidamente em direção ao gol.

PAULÃO — A comovente entrevista de Paulão, que disse se "sentir um criminoso" ao programa Bola nas Costas, da Rádio Atlântida, mostra como pode ser cruel a crítica que demoniza a pessoa em vez do profissional. Dizer que um jogador tem limitações e cobrar desempenho faz parte. A questão é que, quando há forte insatisfação, frequentemente as críticas extrapolam o limite do razoável.



 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros