Luciano Périco: "Ano de desafios para o Inter e Odair" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Gigante da galera02/01/2018 | 07h00Atualizada em 02/01/2018 | 07h00

Luciano Périco: "Ano de desafios para o Inter e Odair"

Colorado precisa voltar a ganhar títulos, e haverá cobrança do torcedor

Luciano Périco: "Ano de desafios para o Inter e Odair" Carlos Macedo / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Carlos Macedo / Agência RBS / Agência RBS

Estou de volta, galera! Com baterias recarregadas, é hora de encarar o ano que está começando. Em 2018, tem um cara que vai viver a grande oportunidade na carreira. Odair Hellmann terá o desafio de treinar o Inter nas competições da temporada, com objetivos muito claros: a busca da retomada da hegemonia do Gauchão, o reencontro com a turma da primeira divisão do Brasileiro, depois do calvário da Série B, e a batalha pela Copa do Brasil. 

O Colorado precisa voltar a ganhar títulos. Haverá cobrança do torcedor, que sempre foi muito solidário nos últimos momentos complicados. Odair vem com a gana de quem sabe o momento. E mais: teve que lutar muito para chegar onde está agora. Já nas férias, fez um estágio rápido no PSG, da França. Ainda participou de um curso da CBF, quando trocou experiências com outros técnicos emergentes, como Fábio Carille e Jair Ventura. Ano de desafios pela frente! 

ANO PUXADO

Preparem-se gremistas! O calendário de jogos do Grêmio vai bombar em 2018. No Gauchão, time de transição a partir do dia 17, em Ijuí. Em fevereiro, já tem a decisão da Recopa, dias 14 e 21, que vale taça contra o Independiente. E a estreia na Libertadores dia 27. Março será focado na fase classificatória do Estadual. Depois vem o Brasileiro no final de abril, dividindo espaço com a Libertadores, durante o mês de maio. Mais adiante, Copa do Brasil. Daí entorna o caldo de vez. Haja jogador! 

O planejamento gremista terá obrigatoriamente que levar em conta a necessidade do grupo. Em 2017, as lesões foram a principal dor de cabeça para Renato, que viu escassearem as possibilidades dos substitutos de titulares. Não adianta reclamar que o calendário é pesado. Realmente, é mal pensado. Só que o Tricolor está nesta condição por méritos. É o ônus do ótimo desempenho da temporada passada. Tem que administrar, como fez em 2017!

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros