Luciano Périco: "Devagar, devagarinho" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Gigante da galera08/01/2018 | 07h00Atualizada em 08/01/2018 | 07h00

Luciano Périco: "Devagar, devagarinho"

Clubes brasileiros avançam com calma pelo mercado

Luciano Périco: "Devagar, devagarinho" Cesar Greco / Palmeiras/Palmeiras
Foto: Cesar Greco / Palmeiras / Palmeiras

Mapeando o mercado da bola, a maioria dos clubes brasileiros não tem feito loucuras na busca por reforços. O Palmeiras, que tem grana farta do patrocinador, fechou com Lucas Lima, Weverton e Marcos Rocha. Os mineiros estão agitando o mercado. Ricardo Oliveira trocou o Santos pelo Atlético-MG, que também trouxe Roger Guedes, Arouca e Erik. Já o Cruzeiro pegou Fred, Edilson, Bruno Silva e Egídio.

As principais contratações do Santos foram o técnico Jair Ventura e Sasha. O Corinthians ainda não deu um grande lance para substituir o goleador Jô, mas mira em Henrique Dourado. O São Paulo perdeu Hernanes para o futebol chinês, mas confirmou acerto com Diego Souza.  Já havia trazido o goleiro Jean, do Bahia.

E os times cariocas tiveram contratações modestas. Vagner Love ainda pode pintar no Flamengo. Com tudo isso, é possível ver que a dupla Gre-Nal está na mesma balada. Sem fazer investimentos que não caibam no bolso. Política pé no chão!

CONTRATAÇÕES FINAIS – Para fechar a primeira leva de reforços para 2018, a Dupla tem alvos específicos. O Grêmio terá de trazer um lateral-direito e um centroavante. Madson, do Vasco, surge como alternativa para a defesa. O fazedor de gols é um mistério. Não está fácil, e os dirigentes trabalham na surdina. Já o Inter tem pendurada a questão Rithely, que só espera a liberação do Sport. Há ainda a possibilidade de repatriar Rodrigo Moledo.

NEGÓCIO HISTÓRICO – O Barcelona fechou a contratação de Philippe Coutinho. A segunda transação mais cara da história, na casa de 160 milhões de euros. Só perde para a ida de Neymar ao Paris Saint-Germain. É uma demonstração clara de que o Barça tem muita bala na agulha para investir. E fica uma questão: será que o acerto com Coutinho pode significar que o assédio a Arthur vai para a janela do meio do ano? Vamos aguardar!

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros