Marcelo Carôllo: "Perdemos por falta de sorte" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão colorada25/01/2018 | 07h00Atualizada em 25/01/2018 | 07h00

Marcelo Carôllo: "Perdemos por falta de sorte"

Fomos derrotados não por nos faltar qualidade. Menos ainda por nos faltar empenho 

Marcelo Carôllo: "Perdemos por falta de sorte" Felipe Nyland/Agencia RBS
Inter perdeu para o Caxias Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

Que troço sacana, essa tal de sorte. Há anos ela nos abandonou. Não lembro bem o que fizemos contra ela, essa vingativa força que hoje nos estapeia. Ontem, contra o Caxias, na luta pela liderança do Gauchão, a cretina resolveu, mais uma vez, rir da nossa cara.

Em um primeiro tempo de alto nível técnico e surpreendente intensidade física _ vale lembrar que estamos ainda no primeiro mês da temporada _, o placar foi aberto graças a uma infelicidade tremenda. Um cruzamento meio esquisito da esquerda que encontra sem querer as pernas de Gabriel Dias e entra.

Desde aquela canelada contra do Geferson, lá em 2015 contra o Tigres, vejo que o azar está agarrado no nosso cangote, enquanto a sorte bate asas bem distante do Beira-Rio.

Perdemos, nessa primeira disputa pela liderança do Estadual, não por nos faltar qualidade. Menos ainda por nos faltar empenho _ é, pelo contrário, elogiável que, aos 49 minutos do segundo tempo, um time que se apresentou há poucas semanas corra tanto quanto o Inter correu. Perdemos por falta de sorte. E, por mais que não seja bonito, "moderno" ou bacana de se dizer: sim, amigo, um bocadinho de sorte do lado certo ainda ganha jogos nesse esporte futebol.

Louco de especial!

Nóia campeão ano passado, Caxias e Brasil dando show nos campos de janeiro... Está muito bom de acompanhar esse nosso Estadual. Enquanto a dupla Gre-Nal não consegue mais se impor como outrora, seja com titulares ou suplentes, o Interior vai fazendo bonito e valoriza esse nosso troféu tão querido. O futebol respira no Rio Grande!

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros