Cacalo: "Respeito é bonito de ver" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão Tricolor28/02/2018 | 07h00Atualizada em 28/02/2018 | 07h00

Cacalo: "Respeito é bonito de ver"

Defensor jogou todo atrás para enfrentar o Grêmio campeão da América

Cacalo: "Respeito é bonito de ver" LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA
Luan foi protagonista do Grêmio Foto: LUCAS UEBEL / GREMIO FBPA
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Fazia muito tempo que não assistia ao que se viu ontem em Montevidéu, pela Libertadores. Nem no glorioso Gauchão, uma equipe considerando-se inferior joga respeitando tanto o adversário, apresentando uma forte retranca. Aquilo que os intelectuais do futebol chamam de esquema com duas linhas de quatro e com os dois atacantes, que jogavam à frente, marcando forte.

Diga-se, a bem da verdade, pelo menos na minha ótica, que o Grêmio não apresentou um ritmo de jogo daqueles considerados de decisão. Jogou com uma cadência mais clara do que a que está acostumado a fazer. Fustigou levemente o time uruguaio e teve poucas oportunidades de marcar, daquelas consideradas quase gol.

Isso não invalida a afirmativa de que o Tricolor foi dono do jogo, tendo posse de bola e jogando quase sempre no campo do Defensor. Com as duas substituições promovidas por Renato, a equipe passou a pressionar mais o time uruguaio, e o gol era questão de tempo. Alisson entrou muito bem e Jael, mais uma vez, cumpriu seu papel. Não deu outra. Logo em seguida, o Grêmio chegou ao seu gol.

Empate injusto

A vitória estaria consolidada, porque o adversário não incomodava. Eis que, num lance absolutamente acidental, num impressionante descuido da marcação, o Defensor chegou ao empate. Injusto e imerecido. Mas sabemos que faz parte do futebol, principalmente na Libertadores.

Foi uma estréia razoável e um ponto fora. Agora, voltamos ao glorioso Gauchão, para alegria de alguns muito interessados.

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros