Luciano Périco: "Fevereiro quente para o Tricolor" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Gigante da galera06/02/2018 | 07h00Atualizada em 06/02/2018 | 07h00

Luciano Périco: "Fevereiro quente para o Tricolor"

Além de uma maratona de partidas, o grupo de Renato terá compromissos decisivos

Luciano Périco: "Fevereiro quente para o Tricolor" André Ávila/Agencia RBS
Renato terá muito trabalho Foto: André Ávila / Agencia RBS

A agenda do Grêmio está repleta de compromissos no mês do Carnaval. Na realidade, o Tricolor nem terá tempo de participar da festa. Além de uma maratona de partidas, o grupo de Renato terá compromissos decisivos. Amanhã, o time encara o Brasil-Pel, na Arena. Não pode pensar em outro resultado que não seja uma vitória. Com apenas um ponto na tabela, o empate seria caótico para os planos de se classificar no Gauchão. 

Nos dias 14 e 21, tem a decisão da Recopa contra o Independiente. Vale título! Hora de ir com tudo. Só que tem desgaste físico e emocional. Entre os confrontos decisivos contra os argentinos, uma viagem até Veranópolis. Terá que poupar jogadores. Antes da estreia na Libertadores, contra o Defensor no Uruguai, dia 27, pega o Novo Hamburgo. Mais uma partida em que Renato deve dosar os titulares. Depois emenda três jogos pelo Gauchão, invadindo março: Juventude, São Paulo e Inter. Uma sucessão de pedreiras! 

DANÇA DAS CADEIRAS _ Três homens e uma vaga no time. O problema crônico na lateral-direita do Inter persiste. Dudu chegou badalado do Figueirense. Numa amostra pequena, ainda não tomou conta da posição. Ruan não aproveitou as oportunidades. Domingo, sofreu com o lado-esquerdo do Brasil-Pel e ainda foi expulso. Cláudio Winck é quem está mais perto da titularidade, mesmo sem grandes atuações. A briga está estabelecida! 

CALCULADORA NA MÃO _ O plantão da Gaúcha, Marcos Bertoncello, faz uma projeção de 14 pontos para se classificar entre os oito no Gauchão, com a margem de segurança de um ponto a mais em relação ao que fez o São José em 2017. Ao Tricolor, faltam quatro vitórias e um empate em seis partidas. Um aproveitamento de 72,2%. O Grêmio não pode mais errar. Como diria o saudoso mestre Paulo Sant'Ana: "preteou o olho da gateada"! 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros