Inter emite nota sobre agressão a repórter da Rádio Gaúcha no Beira-Rio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Violência 12/03/2018 | 07h32

Inter emite nota sobre agressão a repórter da Rádio Gaúcha no Beira-Rio

Enquanto cobria o Gre-Nal na arquibancada, Renata de Medeiros levou um soco de torcedor colorado. Ação foi registrada em vídeo, e jornalista recebeu apoio nas redes sociais

GaúchaZH
GaúchaZH

Após o Gre-Nal 413, neste domingo (11), no Beira-Rio, o Inter divulgou uma nota lamentando a agressão da repórter da Rádio Gaúcha Renata de Medeiros, que recebeu um soco de um torcedor colorado enquanto fazia a cobertura do jogo.

Segundo o relato da jornalista no Twitter, ela estava em meio à torcida do Inter quando ouviu um homem gritando para ela "sai daqui, p...". Na tentativa de intimidar o torcedor, ela pegou o celular e começou a filmar a situação, pedindo para que ele repetisse o que tinha falado. Foi então que ele a agrediu. Veja a cena:

Devido à intervenção de um segurança do clube, o soco desferido pelo homem não pegou em cheio, mas deixou um hematoma no braço da repórter. Logo após o jogo, ela registrou um boletim de ocorrência. Em nota, o Inter lamentou o ocorrido e disse que o torcedor foi imediatamente retirado do estádio pelos seguranças do clube e encaminhado ao Juizado Especial Criminal (Jecrim).

Leia mais
Com dois gols de Luan, Grêmio vence o Inter e provoca novos clássicos nas quartas
Cotação GZH: veja as notas dos jogadores do Inter após a derrota no Gre-Nal
Cotação GZH: veja as notas dos jogadores do Grêmio na vitória sobre o Inter

Pelo Twitter, onde a jornalista publicou o vídeo com o momento da agressão, Renata recebeu várias mensagens de apoio. A publicação teve mais de 4,3 mil retuítes.

Veja a manifestação do Inter na íntegra:

"O Sport Club Internacional lamenta e repudia o ato discriminatório sofrido pela repórter Renata de Medeiros, da Rádio Gaúcha, durante o Gre-Nal deste domingo (11/3), no Beira-Rio. O torcedor que proferiu palavras ofensivas e agrediu a profissional foi imediatamente retirado do estádio pelos seguranças do Clube e conduzido ao Juizado Especial Criminal (JECRIM).

Foi uma situação lamentável e totalmente contrária aos princípios do Clube. Portanto, sempre que ocorrer fatos deste tipo no estádio, o Internacional pede que a vítima denuncie o agressor para que as medidas cabíveis possam ser tomadas".

Ainda não tem o app Colorado GaúchaZH? Acesse todas as informações sobre o Inter na palma da sua mão!   




 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros