Guerrinha: "A diferença entre Grêmio e Goiás é oceânica" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Guerra total25/04/2018 | 07h00Atualizada em 25/04/2018 | 07h00

Guerrinha: "A diferença entre Grêmio e Goiás é oceânica"

Mesmo que preserve alguns titulares, o time de Renato entra em campo como favoritão

Guerrinha: "A diferença entre Grêmio e Goiás é oceânica" Fernando Gomes/Agencia RBS
Kannemann deve jogar Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

Na noite desta quarta-feira, em Goiânia, o Grêmio, dono da bola mais qualificada nos dias atuais, começa a correr atrás de mais um título da Copa do Brasil, quando enfrenta o Goiás, que reconhece ser só um coadjuvante na competição.

Mesmo que preserve alguns dos seus titulares, como se anuncia, o time do técnico Renato Portaluppi entra em campo com o rótulo de favoritão e, em condições normais, capacitado a largar com boa vantagem na disputa.

CALDEIRÃO_Enquanto corre atrás da sonhada regularidade, o Inter vai necessitar e muito do empurrão do seu povo. Claro que o time do técnico Odair precisa se ajudar, atuando sempre no limite, mas o empurrão da nação vermelha é uma arma que pode ajudar.

PERIGO_ Todo o cuidado é pouco.
Líder do grupo, mas com um futebol preocupante, o Flamengo enfrenta o Santa Fe, fora de casa, na obrigação de somar ponto para não correr riscos de ficar fora da Libertadores.

Se voltar para casa com as mãos vazias, o Mengão vai viver dias agitados e de confrontos com o seu torcedor.

TROMBONE_ Estourou a corda.
Sem receber direitos de imagem há quatro meses, o técnico Nelsinho Baptista limpou o armário, meteu a boca no trombone e se despediu do comando do Sport. Pelo jeito, o que estava ruim vai ficar ainda pior.

Perguntinha
Bayern ou Real Madrid?

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros