Cacalo: "Esta é a Copa dos centroavantes" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão tricolor22/06/2018 | 07h00Atualizada em 22/06/2018 | 07h00

Cacalo: "Esta é a Copa dos centroavantes"

Contrariando os teóricos, os jogos deste Mundial vêm confirmando a necessidade real de um atacante especializado em fazer gols

Cacalo: "Esta é a Copa dos centroavantes" Odd ANDERSEN/AFP
Lukaku, centroavante extraordinário Foto: Odd ANDERSEN / AFP
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Contrariando muitos intelectuais do futebol, essencialmente teóricos, que costumam avocar para si novos esquemas e novas metodologias, a Copa do Mundo está confirmando a necessidade real da presença de um centroavante.

Leia mais:
Com gol de Mbappé, França vence o Peru e se classifica às oitavas da Copa da Rússia
Resultados da Copa 2018: confira a tabela com todos os jogos
Eliminados: veja quais seleções não avançarão na Copa do Mundo

Não importa se é especialista em triangulação, se faz pivô ou desloca os defensores para o seu lado para abrir a defesa contrária. O que interessa é que é centroavante; está sempre no lugar certo, na hora certa, faz gols de cabeça, de sem-pulo, na velocidade ou na força, sempre com a técnica do matador.

Prioritário

Definitivamente, é uma função prioritária numa boa equipe. Ilustro a afirmativa com dois exemplos da melhor qualidade. Lukaku, extraordinário centroavante belga, e Giroud, típico avante francês. Há outros. Mas estes foram decisivos nas suas participações, colaborando com a vitória de seus times. Mas, para o bom debate, é preciso que os teóricos sigam recusando centroavantes enquanto times que os têm seguem fazendo a diferença. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros