Cacalo: "Que a seleção aprenda com a atuação horrível contra a Suíça" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão tricolor19/06/2018 | 07h00Atualizada em 19/06/2018 | 07h00

Cacalo: "Que a seleção aprenda com a atuação horrível contra a Suíça"

Torcer pelo Brasil não impede uma análise crítica, e a da estreia aponta para uma sucessão de falhas coletivas

Cacalo: "Que a seleção aprenda com a atuação horrível contra a Suíça" KHALED DESOUKI/AFP
A falha foi coletiva: havia sete jogadores brasileiros dentro da área e nenhum acompanhou o atacante adversário. Foto: KHALED DESOUKI / AFP
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

O fato de ser brasileiro, gaúcho de quatro costados, não me impede de fazer uma análise crítica da nossa Seleção. Tenho tomado conhecimento em manifestações múltiplas, de muitas origens, que o zagueiro Miranda sofreu falta e daí decorreu o gol adversário no empate contra a Suíça

Leia mais:
Imprensa internacional repercute lances polêmicos de Brasil x Suíça
Com gol nos acréscimos, Inglaterra vence a Tunísia por 2 a 1
Bélgica domina e goleia o Panamá em estreia na Copa

Expressamente, não concordo. É básico em futebol que aquele que marca um jogador adversário, especialmente dentro da área, o faz olhando atentamente e "perseguindo" o atacante. Miranda estava à frente do atacante suíço. Sequer viu o jogador que fez o gol.

A falha foi coletiva: havia sete jogadores brasileiros dentro da área e nenhum acompanhou o atacante adversário. O goleiro não se mexeu, numa bola dentro da pequena área, quase na linha do gol. Ademais, não pode uma seleção do nível da nossa buscar pretexto para explicar uma má atuação coletiva.

Lição

O nosso craque Marcelo errou 20 passes no jogo. Neymar entrou uma ou outra vez na área adversária. Que este resultado seja a origem de próximas belas atuações, porque uma equipe que vinha jogando como o Brasil não pode repetir uma partida tão ruim.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros