Luciano Périco: "Grêmio vai bem fora e mal em casa" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Gigante da Galera08/06/2018 | 07h00Atualizada em 08/06/2018 | 07h00

Luciano Périco: "Grêmio vai bem fora e mal em casa"

Tricolor tem sofrido para vencer as defesas adversárias na Arena

Luciano Périco: "Grêmio vai bem fora e mal em casa" Lauro Alves/Agencia RBS
Derrota para o Palmeiras foi o quarto resultado ruim em casa do Grêmio no Brasileirão Foto: Lauro Alves / Agencia RBS

Para a surpresa de muitos, o Grêmio vem encontrando mais dificuldades para obter vitórias no Brasileiro dentro da Arena. Tirando a derrota para o Palmeiras, um provável diagnóstico é que os rivais jogam fechados e o Tricolor não acha caminhos para abrir os ferrolhos.

Leia mais
Veja as datas e horários dos confrontos entre Grêmio e Flamengo na Copa do Brasil
Douglas é destaque em coletivo de reservas
Dois jogadores do Grêmio são convocados para a seleção sub-17

Até agora, o Grêmio disputou cinco partidas em casa. Ganhou de goleada do Santos por 5 a 1 e empatou três vezes em 0 a 0, com Atlético-PR, Inter e Fluminense. Tudo bem que passou o carro no Peixe. Mas, nos outros quatro jogos, não balançou as redes. Com isso, fez só 40% dos pontos conquistados.

Por outro lado, longe de Porto Alegre, o desempenho é diferente. Vitórias sobre Cruzeiro, Ceará e Bahia, derrota para o Botafogo e empate com o Paraná. O aproveitamento cresce para 66,7%. É preciso equilíbrio. Não adianta ser leão fora da Arena e um gatinho em casa.

CADÊ OS GOLS? – Pottker e André decepcionam os torcedores da dupla Gre-Nal. Com chegadas em períodos diferentes, ambos desembarcaram no Salgado Filho com grande cartaz para resolverem os problemas de gols dos ataques de Inter e Grêmio.

Recorro às estatísticas do plantão Marcos Bertoncello: a seca de Pottker vem desde 8 de fevereiro, quando marcou na goleada por 4 a 0 sobre o São José, pelo Gauchão. São 12 jogos sem gols – com o desconto de que esteve lesionado em parte do período.

Já André pintou bem, balançando a rede contra o Cruzeiro, na estreia pelo Brasileirão. Depois, voltou a marcar na goleada sobre o Santos. Agora, contra o Palmeiras, completou seis partidas em branco. Além disso, o desempenho do camisa 90 não empolga, com atuações discretas. É hora de ambos deslancharem, ou então vão parar no banco de reservas.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros