Zé Alberto Andrade: "Acorda, Brasil"  - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Zéleção Canarinho22/06/2018 | 07h00Atualizada em 22/06/2018 | 07h00

Zé Alberto Andrade: "Acorda, Brasil" 

A vitória sobre a Costa Rica é urgente. Um futebol espetacular passa a ser requinte

Zé Alberto Andrade: "Acorda, Brasil"  Lucas Figueiredo/CBF,Divulgação
A vitória alivia, o empate é horroroso. A derrota...desastre Foto: Lucas Figueiredo / CBF,Divulgação
José Alberto Andrade
José Alberto Andrade

ze.alberto@rdgaucha.com.br

O jogo é às nove da manhã pelo horário brasileiro. Não se pode dormir até tarde. Tite falou alto como até então não tinha se ouvido em treinamentos. Os jogadores estarão mais espertos do que nunca. A ordem para todos é ligação total. A vitória sobre a Costa Rica é urgente, um futebol espetacular passa a ser um requinte, embora o time brasileiro possa fazer os dois ao mesmo tempo. 

Talvez só na estreia do técnico, lá nas eliminatórias contra o Equador, tenha havido uma pressão tão grande por resultado. Neymar precisa superar dores ou falta de ritmo. Paulinho tem de voltar a ser o mesmo do ano passado e Marcelo, sem a braçadeira de capitão, pode mostrar que é o melhor do mundo em sua posição. Enfim, passou a estreia e começou antes da hora a decisão. O Brasil tem por onde torcer para as coisas melhorarem. A vitória alivia, o empate é horroroso. A derrota...desastre. 

Magreza

Não ter nenhum zero a zero é uma boa notícia da Copa. Já a grande quantidade de jogos apresentando o placar mínimo (10) chega a desanimar. Quando, nos dois primeiros dias, tivemos os 5x0 da Rússia sobre a Arábia Saudita e o trepidante empate com seis gols entre Portugal e Espanha achamos que estávamos diante de uma competição recheada de redes balançando. O futebol se desenvolveu muito com troca de passes, marcação e busca da posse de bola, mas ficou tímido nas definições ofensivas. 

MONTANHA RUSSA

NO ALTO

França _ Ainda que não tenha sido espetacular, é, das seleções consideradas favoritas, a única a ter 100% de aproveitamento após duas rodadas. 

DESPENCANDO 

Argentina _ Mesmo com chances matemáticas, soou como eliminação prematura ou humilhação a derrota acachapante para a Croácia. O Time de Messi, Mascherano e Sampaoli assume o posto de decepção do mundial. 


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros