Zé Alberto Andrade: "Que a estreia tenha servido de alerta" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Zéleção Canarinho18/06/2018 | 07h00Atualizada em 19/06/2018 | 17h08

Zé Alberto Andrade: "Que a estreia tenha servido de alerta"

Acabou o nervosismo, agora temos urgência de vitórias. Contra a Costa Rica, é final

Zé Alberto Andrade: "Que a estreia tenha servido de alerta" Pedro Martins/MoWA Press
Paramos na Suíça Foto: Pedro Martins / MoWA Press
José Alberto Andrade
José Alberto Andrade

ze.alberto@rdgaucha.com.br

Para quem estava acostumado a ver as coisas indo sempre bem na Seleção de Tite, a estreia na Copa do Mundo deixou frustração e preocupações. Neymar contrariou tudo o que se viu em termos de recuperação em Sochi e foi neutralizado pelos suíços. A defesa, normalmente sólida, sofreu um gol numa falha coletiva, ainda que Miranda tenha sofrido falta. Casemiro, que dava segurança ao setor defensivo, levou um cartão amarelo e foi sacrificado pelo treinador. 

Faltou qualidade nas finalizações e as trocas do técnico surtiram efeito relativo. Até autossuficiência, algo inimaginável com o atual comandante, apareceu em alguns momentos. Acabou o nervosismo da estreia, agora temos  urgência de vitórias. Que tenha servido de alerta. Contra a Costa Rica, é final.

Fiasco – A tecnologia precisa ser usada para minimizar erros. O que vem acontecendo com o árbitro de vídeo, porém, é confusão. A Argentina teve pênaltis não marcados, e o Brasil sofreu um gol depois de uma falta sobre Miranda, infração denunciada no telão do estádio. A Fifa precisa aprimorar este sistema ainda neste Mundial sob pena de desmoralizar algo necessário. 

Montanha Russa

NO ALTO

México – Vitória sobre a Alemanha foi zebrão, mas merecido. Um verdadeiro “Arriba!” nos Campeões do mundo.

DESPENCANDO 

Alemanha – Campeã mundial e da Copa das Confederações decepcionou ao perder na estreia. E o 1 x 0 ficou barato.

 Confira aqui os melhores cupons e ofertas 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros