Guerrinha: "Só uma hora antes do jogo saberemos se Renato vai escolher André ou Jael" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Guerra Total31/07/2018 | 07h00Atualizada em 31/07/2018 | 07h00

Guerrinha: "Só uma hora antes do jogo saberemos se Renato vai escolher André ou Jael"

Apesar do silêncio sobre o assunto, parece que o favorito para cumprir a tarefa é o jogador que veio do Sport

Guerrinha: "Só uma hora antes do jogo saberemos se Renato vai escolher André ou Jael" Montagem sobre fotos / Agência RBS/Agência RBS
André (à esquerda) e Jael (à direita) disputam vaga no ataque gremista Foto: Montagem sobre fotos / Agência RBS / Agência RBS

Virou um mistério. Só uma hora antes de a bola rolar na Arena, nesta quarta-feira (1), o torcedor, a imprensa e os curiosos vão saber quem será o escolhido por Renato Portaluppi, entre André e Jael, para começar a decisão contra o Flamengo.

Apesar do silêncio sobre o assunto, parece que o favorito para cumprir a tarefa é o jogador que veio do Sport. André ainda tem crédito junto ao comandante gremista, mesmo que tenha dado uma contribuição bem abaixo do esperado para quem chegou com pompas de indiscutível.

PROMISSOR

Agradou em cheio. Verdade que Nico López ditou o ritmo e que Pottker e Damião fizeram o que se espera de atacantes, mas não dá para deixar de reconhecer que Emerson Santos fez uma estreia promissora com a camisa do Inter. O zagueiro teve vantagem em todos os lances defensivos e ofensivos.

Com a volta de Rodrigo Moledo nos próximos dias, o técnico Odair Hellmann, apesar da pequena amostragem, ganha uma boa opção, com capacidade de brigar por titularidade.

DEGOLA

Estava na cara.

A nova goleada sofrida pelo Vitória, desta vez contra o Atlético-PR, foi fatal para o técnico Vagner Mancini, que perdeu o emprego ainda no vestiário da Arena da Baixada.

Com a mudança, a direção do clube baiano espera ver o time entrar nos trilhos, somar pontos e tentar salvar o pescoço da guilhotina.

BOBAGEM 

Acredite quem quiser.

Feliz da vida com os três gols marcados na goleada do Corinthians sobre o Vasco, o paraguaio Romero tentou levar a bola do jogo para casa, como troféu, e foi impedido por um supervisor do clube carioca.

Já passou da hora de se acabar com essas bobagens, para o bem do nosso futebol.

PERGUNTINHA

Como o Grêmio vai suportar a maratona de jogos?

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros