Zé Alberto Andrade: "México é um freguês perigoso" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Zéleção Canarinho02/07/2018 | 07h00Atualizada em 02/07/2018 | 07h00

Zé Alberto Andrade: "México é um freguês perigoso"

Há que ter cuidado com a movimentação rápida do setor ofensivo mexicano

Zé Alberto Andrade: "México é um freguês perigoso" Fifa/DIvulgação
Chicharito é destaque do México Foto: Fifa / DIvulgação
José Alberto Andrade
José Alberto Andrade

ze.alberto@rdgaucha.com.br

Tem tanta surpresa acontecendo nesta Copa que o Brasil deve colocar as barbas de molho, mesmo sendo favorito contra o México. Os elogios rasgados do técnico mexicano chamando nossa Seleção  de "supertime" ou de "melhor futebol do mundo" têm muito de transferência de responsabilidade, algo para o que os brasileiros já se mostraram vacinados. Tite quer o desempenho  do jogo contra a Sérvia para a partida deste domingo, mas fala em "algo mais". 

A história das Copas registra ampla vantagem canarinho no retrospecto, a ponto de nunca termos sofrido um gol dos mexicanos em quatro confrontos. Isto, porém nada significa quando rolar a bola. Há que ter cuidado com a movimentação rápida do setor ofensivo mexicano. Eles correm, envolvem e não cansam, mas não possuem defesa tão sólida _ pode perfeitamente funcionar ali a habilidade de Phillippe Coutinho, Gabriel Jesus e de Neymar.

Bola de ouro 

Sem Cristiano Ronaldo e Messi que já embarcaram de volta da Rússia, está muito aberta a disputa pelo título de "craque da Copa". O candidato brasileiro por enquanto é Phillippe Coutinho, mas todos esperam uma arrancada de Neymar a partir destas oitavas de final, como aconteceu com Mbappé  e Cavani. O croata Modric perdeu um pênalti na dramática classificação contra a Dinamarca. E ainda temos que ver o que farão os belgas Hazard e Lukaku e o inglês Harry Kane. É briga boa. 

Zerado 

Vendo tantos jogadores que encerraram a temporada europeia exaustos e que já tiveram rendimento comprometido nesta Copa, é possível chegar à conclusão de que Neymar acabou tirando vantagem de ter se machucado e ter tido tempo para uma recuperação adequada. Ficou fora de uma série de jogos que o desgastariam mais do que a fisioterapia e os exercícios orientados a que se submeteu. 

 Em casa

A cidade irmã de Porto Alegre na Rússia é São Petersburgo, mas os porto-alegrenses que vieram à Copa por certo tiveram uma identificação maior quando chegaram a Samara, e não só pela comparação que pode ser feita do Rio Volga com o Guaíba. No local do jogo do Brasil contra o México ainda há obras que não terminaram, como a estrada que leva do aeroporto ao centro e, diferentemente das outras sedes, proliferam as sinaleiras para "orientar" o trânsito. 

MONTANHA RUSSA 

NO TOPO - Seleção da Rússia - Já virou mania nacional. Se esperava riscos para passar da primeira fase, mas o time foi competente e já foi muito adiante. A vitória sobre a Espanha coloca pela primeira vez o país anfitrião numa quarta de final de Copa. 

DESPENCANDO - Espanha - Favorita antes a Copa, pagou pela confusão pré-mundial com a troca de técnico. Fez uma boa partida na estreia, mas ficou por aí e foi eliminada  pelos donos da casa.  Decepção . 

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros