Cacalo: "É necessário uma avaliação para descobrir o motivo dos altos e baixos do Grêmio" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão tricolor23/08/2018 | 07h00Atualizada em 23/08/2018 | 07h00

Cacalo: "É necessário uma avaliação para descobrir o motivo dos altos e baixos do Grêmio"

Parece que alguns jogadores estão sem força, sem explosão e com pouca energia. Nada que não possa vir a ser corrigido pela comissão técnica

Cacalo: "É necessário uma avaliação para descobrir o motivo dos altos e baixos do Grêmio" Félix Zucco/Agencia RBS
Apesar da boa atuação de Everton, o time não jogou bem Foto: Félix Zucco / Agencia RBS
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

A equipe gremista até poderia ter vencido o jogo, não fosse o pênalti defendido pelo goleiro Fábio, do Cruzeiro. Mas, preciso ser realista. O time não jogou bem. Oscilou bons e maus momentos. Exagerou na troca de passes laterais, sem profundidade e ainda errou muitas dessas bolas.

Leia mais
Renato isenta Luan após pênalti perdido: "Não podemos esquecer o que fez por nós"
"Ficou um gosto amargo", diz Maicon, após empate do Grêmio com o Cruzeiro
"Não foi nenhuma tragédia", diz Duda Kroeff, após empate do Grêmio contra o Cruzeiro

É necessário que seja feita uma avaliação interna detalhada para que se possa chegar à conclusão dos motivos pelos quais o Grêmio tem tantos altos e baixos no campeonato. À distância, parece que alguns jogadores estão sem força, sem explosão e com pouca energia. Nada que não possa vir a ser corrigido pela comissão técnica.

Apoio apesar do mau tempo

O frio que fazia em Porto Alegre na noite de quarta-feira (22) assustou o torcedor gremista, que estava imbuído em lotar a Arena para o jogo contra o Cruzeiro. Além disso, ainda havia um garoa que congelava a couraça de todos.

Ademais, como Porto Alegre é a campeã nacional dos buracos, a ida para a Arena estava complicada por causa de tais crateras e alguns alagamentos insolúveis, que estão entre os problemas da nossa cidade, especialmente em dias de chuva. Mesmo assim, a força da nação tricolor supera todas as dificuldades. 

Com ou sem frio, com ou sem chuva, aventurando-se pelas ruas da Capital, fomos em quase 15 mil para a Arena. Certamente, houve ainda algum prejuízo em razão desse tempo nada convidativo.

A vitória era fundamental, até porque, aparentemente, no jogo do próximo final de semana, contra o Atlético-PR, a equipe deverá ser a reserva.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros