Lelê Bortholacci: "A disputa do Inter pelo título é realidade" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão Colorada07/08/2018 | 07h00Atualizada em 07/08/2018 | 07h00

Lelê Bortholacci: "A disputa do Inter pelo título é realidade"

Vitória sobre o Atlético-MG mostrou as pretensões coloradas no Brasileirão

Lelê Bortholacci: "A disputa do Inter pelo título é realidade" Ricardo Duarte/Inter
Foto: Ricardo Duarte / Inter
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Com uma postura defensiva consistente, mas sem abdicar de atacar, o Inter venceu o Galo por  1 a 0 no Estádio Independência e terminou com o tabu de 15 anos sem vitória por lá. Com muitos destaques individuais e um coletivo que melhora a cada jogo, o time de Odair Hellmann mostrou tudo que o torcedor quer ver: entrosamento, garra, competitividade e um ótimo futebol, que é o que mais interessa.

Leia mais
Ouça o gol da vitória do Inter sobre o Atlético-MG fora de casa no Brasileirão 2018
Cotação GZH: veja as notas dos jogadores do Inter na vitória sobre o Atlético-MG
"Se continuarmos assim, vamos brigar por coisa grande", diz Odair sobre vitória do Inter

Uma vitória importantíssima, jogando como time GRANDE e que mostra, definitivamente, que a disputa pelo título é uma realidade, pois agora o terceiro lugar está a apenas três pontos do primeiro.

Processo eleitoral

Uma declaração de D'Alessandro abriu de vez o processo eleitoral 2018 do Inter. Ao dizer que sua permanência no clube está relacionada à continuidade de Marcelo Medeiros como presidente (seu atual mandato se encerra no final deste ano), o ídolo incomodou figuras importantes da oposição, que já o criticaram por estar se envolvendo na política do clube. 

Não é muito comum vermos atletas se manifestando, mas eu entendo a postura de D'Alessandro, pois foi justamente a política que o afastou do clube, no início de 2016, quando se desentendeu com a diretoria da época. Assim como eu entendo a indignação dos integrantes de outros movimentos políticos que reclamam da atitude. No meu entender, o recado de D'Ale não é pra eles e, sim, pra deixar bem claro que se alguém "daquela turma de 2015/2016" voltar para o clube nas eleições de dezembro, ele sai. Uma pena a política já virar assunto.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros