Lelê Bortholacci: "Impressionante a repercussão da contratação de Paolo Guerrero pelo Inter" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão Colorada10/08/2018 | 07h00Atualizada em 10/08/2018 | 07h00

Lelê Bortholacci: "Impressionante a repercussão da contratação de Paolo Guerrero pelo Inter"

Futebol também vive disso, de atitudes ousadas das direções dos clubes

Lelê Bortholacci: "Impressionante a repercussão da contratação de Paolo Guerrero pelo Inter" FPF / Divulgação/Divulgação
Negociação pelo atacante peruano tomou proporção até mesmo fora do país Foto: FPF / Divulgação / Divulgação
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Impressionante a repercussão da contratação de Paolo Guerrero pelo Inter. Como eu disse na coluna de quinta-feira (9), era algo além dos gramados. Mas fiquei realmente surpreso com a proporção que a coisa tomou, virando assunto até fora do país — seja por torcedores em redes sociais ou pela imprensa. E isso que o jogador ainda nem desembarcou em Porto Alegre, o que deve ocorrer no sábado (11).

Leia mais
Edenilson exalta reedição de parceria com Guerrero: "Se vier, é jogador decisivo"
Relembre os jogadores que Delcir Sonda trouxe para o Inter
Onze pessoas de Porto Alegre são indiciadas por difamação contra D'Alessandro

O futebol também vive disso, de atitudes ousadas das direções dos clubes. E olha que os valores nem são tão altos, principalmente se forem comparados a alguns jogadores contratados por outras direções do Colorado nos últimos anos. 

Se o reforço vai funcionar dentro de campo depende de muitos fatores. Já vimos dezenas de exemplos de atletas que chegaram ao Rio Grande do Sul — sim, podem incluir o Grêmio nesse contexto — com toda pompa do mundo e não renderam nada. Assim como outros, que eram considerados "refugos" em seus clubes e viraram ídolos aqui. Mas, convenhamos, quem não queria um jogador como Paolo Guerrero vestindo a camisa do seu time, hein?

Alívio

Uma ótima notícia para o centroavante Leandro Damião: ele não precisará de cirurgia na coluna. Imagino o alívio que o atleta sentiu ao receber essa notícia. Tomara que ele possa recuperar-se e voltar o mais rápido possível para ajudar o Inter neste Brasileirão. Torço muito por esse jogador, que em 2012 homenageou meu pai, recém falecido, num gol feito contra o Botafogo, no Engenhão.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros