Luciano Périco: "É importante que o Grêmio saiba quais os motivos que levaram ao empate na Arena" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Gigante da Galera03/08/2018 | 07h00Atualizada em 03/08/2018 | 07h00

Luciano Périco: "É importante que o Grêmio saiba quais os motivos que levaram ao empate na Arena"

Óbvio que o time carioca teve méritos, mas o Grêmio teve algumas questões preocupantes

Luciano Périco: "É importante que o Grêmio saiba quais os motivos que levaram ao empate na Arena" Gilvan de Souza / Flamengo, Divulgação/Flamengo, Divulgação
Garoto Lincoln, de apenas 17 anos, empatou aos 48 do segundo tempo Foto: Gilvan de Souza / Flamengo, Divulgação / Flamengo, Divulgação

Tudo está em aberto para Grêmio e Flamengo na Copa do Brasil. Sem o saldo qualificado no regulamento, o time classificado não sairá com nova igualdade no Maracanã. É importante que o Tricolor já tenha diagnosticado os motivos que levaram a equipe a ceder o empate na Arena. Óbvio que o time carioca teve méritos. O trio Lucas Paquetá, Diego e Everton Ribeiro possui uma qualidade superior. Mas o Grêmio teve algumas questões preocupantes. 

Léo Moura, Maicon, Cícero e Marcelo Oliveira sentiram o ritmo na etapa final. As peças de reposição utilizadas por Renato Portaluppi — Marinho e Jael — não conseguiram dar boa resposta. André ainda é um grande ponto de interrogação. Em contrapartida, o Flamengo colocou Vitinho e Lincoln, que entraram voando no jogo. O trio final, Marcelo Grohe, Kannemann e Geromel, evitou o pior. 

SINAL DE ALERTA

No Rio de Janeiro, começa tudo do zero. A postura do Grêmio terá de ser diferente. Mesmo com toda a pressão imposta pela torcida rubro-negra, o Tricolor não pode só ficar esperando o Flamengo. Vai precisar ousar! E o Grêmio de Renato Portaluppi já deu mostras, nas conquistas recentes de Copa do Brasil e de Libertadores, que joga melhor fora de casa do que na Arena.

A HORA DE NICO

O bom momento do Inter vivido no Brasileiro tem um protagonista. Com a sequência de jogos, Nico López ganhou confiança e tem feito a diferença no time colorado. Com Antonio Carlos Zago e Guto Ferreira, ele nunca se firmou como titular. E a boa fase do uruguaio pode ser creditada a Odair Hellmann. Nico López melhorou no trabalho defensivo e tem sido figura versátil no ataque.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros