Luciano Périco: "Os destaques do balanço parcial do Brasileirão" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Gigante da Galera06/08/2018 | 07h00Atualizada em 21/08/2018 | 07h00

Luciano Périco: "Os destaques do balanço parcial do Brasileirão"

Com aproveitamento de quase 72%, São Paulo é o ficha 1. Inter é a surpresa

Luciano Périco: "Os destaques do balanço parcial do Brasileirão" THIAGO RIBEIRO/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO
São Paulo de Diego Souza lidera o campeonato Foto: THIAGO RIBEIRO / AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO

Fechado o primeiro turno do Brasileirão, é possível enumerar pelo menos seis candidatos em potencial para ficar com a taça. Comandado por Diego Aguirre, o São Paulo, com 41 pontos, tem a ficha 1. O aproveitamento bate quase em 72%. É o típico exemplo de time que encaixou.

O Inter, na segunda colocação, é a surpresa. Odair Hellmann amadureceu no comando técnico. É o grande responsável pelo time ter uma forma de jogar e por recuperar atletas como Nico López, Dourado e Pottker. E vai agregar Paolo Guerrero no ataque. O Colorado cresce na parada.

Na loucura de viver três competições ao mesmo tempo, o Flamengo deixou escapar a liderança e perdeu terreno. Corre sério risco de ser limado da Libertadores. Mesmo com a qualidade superior de Lucas Paquetá, Diego e Everton Ribeiro, o Rubro-Negro terá de se reinventar.

BALANÇO PARCIAL (2) – O Grêmio de Renato Portaluppi dispensa apresentações. Mesmo sem Arthur, tem poderio para sonhar com o título. É só azeitar algumas peças e trocar outras. O técnico gremista terá de encontrar alternativas na Arena, rejuvenescendo o time com os guris Matheus Henrique, Pepê e Leonardo Gomes. Aposto que vai crescer no campeonato.

Por fim, Palmeiras e Atlético-MG correm por fora. O fator Felipão, somado ao bom grupo do Verdão, podem levar ao time paulista para as cabeças. Não subestimem o gringo. Já o Galo oscila muito. Até tem chances de chegar numa vaga da Libertadores _ e só.

Ainda vai passar muita água por debaixo da ponte. Os times que ainda se dividem em outras competições, como Flamengo, Grêmio, Palmeiras e Corinthians, podem ter prejuízos por ter de poupar jogadores no Brasileiro. Neste aspecto, São Paulo e Inter levam vantagem.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros