Lelê Bortholacci: "Com Nico e Dourado, grande dúvida do Inter segue na zaga" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão colorada21/09/2018 | 07h00Atualizada em 21/09/2018 | 07h00

Lelê Bortholacci: "Com Nico e Dourado, grande dúvida do Inter segue na zaga"

Defesa titular do time de Odair Hellmann não atuará contra o Corinthians, no domingo (23)

Lelê Bortholacci: "Com Nico e Dourado, grande dúvida do Inter segue na zaga" Fernando Gomes/Agencia RBS
Dourado treinou normalmente na quinta-feira (20) e deve voltar à equipe Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Depois das bombas da quarta-feira, que fizeram meu feriado um pouco pior, as boas notícias voltaram ao Beira-Rio. Rodrigo Dourado e Nico López treinaram normalmente na quinta-feira (20) e devem jogar contra o Corinthians, no domingo (23). Com a presença de ambos bem encaminhada, a grande dúvida segue na zaga, em que os dois titulares estão fora. 

Leia mais
Nico López minimiza desfalques do Inter: "Em vários jogos, o banco decidiu"
Com gol de Sarrafiore, Inter B goleia Atlético Carazinho por 9 a 0 na Copa Wianey Carlet
Veja a lista das melhores defesas do Brasil no ano; Inter lidera

Emerson Santos, que sempre entrou bem — a zaga, com ele em campo, não levou nenhum gol — ainda não está confirmado ao lado de Klaus. As definições de Odair Hellmann devem acontecer no treino desta sexta-feira (21). O certo é que entraremos com um time bem modificado em relação ao que nos acostumamos a ver e que chegou à liderança do Brasileirão

É isso aí mesmo. Lesões e suspensões podem acontecer em todos os times que disputam qualquer campeonato. Quem quer ser campeão, tem que ter grupo forte e peças que possam entrar em campo e dar conta do recado.

Vergonha

Foi uma vergonha o que aconteceu no jogo entre Boca Juniors e Cruzeiro, na Bombonera. O tão saudado VAR, que, para muitos, "acabaria com as injustiças no futebol", foi um dos responsáveis pela esdrúxula expulsão do zagueiro Dedé, num lance em que ele acabou acertando com a cabeça o goleiro adversário. 

Foi um lance feio, ok, mas claramente involuntário. Com as mesmas imagens que o mundo inteiro viu, o juizão atendeu ao chamado do árbitro de vídeo e expulsou Dedé. Tudo bem, ele pode até ter sido imprudente no lance, mas se o VAR começar a punir com expulsões a imprudência, vai ficar complicado.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros