Lelê Bortholacci: "Menos é mais" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão Colorada08/09/2018 | 07h00Atualizada em 08/09/2018 | 07h00

Lelê Bortholacci: "Menos é mais"

Colunista defende poucas mudanças no sistema de Odair

Lelê Bortholacci: "Menos é mais" Ricardo Duarte / Inter/Inter
Odair montou uma estrutura sólida no Inter Foto: Ricardo Duarte / Inter / Inter
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Quem diria, após o Gre-Nal do primeiro turno, que chegaríamos ao clássico deste domingo como líderes do campeonato? Foi justamente naquele jogo que a “chave virou” e o Inter começou sua caminhada rumo ao topo da tabela.

Naquela tarde, descobrimos que tínhamos uma defesa forte e que hoje é considerada a melhor da competição. No pós-jogo, enquanto o treinador adversário esbanjava arrogância, nos chamando de "time de segunda divisão", Odair Hellmann comemorava com a comissão técnica e o grupo de jogadores por terem todos encontrado o caminho para fazer esse time crescer: a consistência defensiva.

De lá pra cá, foram 19 jogos e apenas uma derrota – que aconteceu justamente na única oportunidade em que Odair resolveu mexer no que vinha dando certo.

É por isso que eu tenho quase certeza que ele deve entrar com Uendel para o jogo. Mesmo que o jogador esteja sem ritmo, o histórico desse time deixa bem claro que, quanto menos se mexe na estrutura, maior a chance de continuar pontuando e mantendo-se em busca do título. Nesse Inter, menos é mais. 

Ok, a entrada de Zeca na esquerda, com Fabiano na direita, também é viável. Contudo, já seria uma “improvisação” – mesmo que Zeca já tenha jogado diversas vezes na esquerda no Santos ou na seleção olímpica. No mais, é o time que conhecemos e confiamos. E com ótimas opções no grupo de atletas.

Pela liderança

Será um grande clássico. Um dos maiores dos últimos anos. E nós queremos seguir na liderança. Consolidá-la vencendo o nosso maior rival. E temos time pra isso. VAMOS INTER!

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros