Lelê Bortholacci: "Não há como não se encher de esperança com a tabela do Inter" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão colorada26/09/2018 | 07h00Atualizada em 26/09/2018 | 07h00

Lelê Bortholacci: "Não há como não se encher de esperança com a tabela do Inter"

Nas 12 rodadas que faltam do Brasileirão, Colorado joga sete partidas no Beira-Rio

Lelê Bortholacci: "Não há como não se encher de esperança com a tabela do Inter" Ricardo Duarte / Inter/Divulgação/Inter/Divulgação
Na teoria, ficam claras as boas chances que temos de título, mas sabemos que tudo se decide dentro do campo Foto: Ricardo Duarte / Inter/Divulgação / Inter/Divulgação
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Com a ajuda da calculadora, analisar a tabela do Brasileirão foi a principal tarefa de muitos torcedores nos últimos dias. Recebi em diversos grupos de colorados algumas probabilidades de resultados das próximas 12 rodadas e, na maioria delas, ficam claras as boas chances que temos de título. Claro, estamos falando apenas de possibilidades. Tudo se decide dentro do campo. 

Leia mais
Dourado encerra polêmica com Maicon e projeta retorno de D'Ale ao time: "Ele é o capitão"
Huracán reclama à Fifa e alega aliciamento de Sarrafiore pelo Inter
Presidente do Conselho do Inter sobre gestão Piffero: "É inédito,  vamos funcionar como órgão julgador"

Numa análise bem superficial, apenas considerando a colocação dos adversários do Inter e dos demais postulantes ao título, não há como não se encher de esperança. Repito: é uma análise superficial. 

Muitos times que estão na parte debaixo da tabela e que, em tese, são mais "fáceis" de vencer, tendem a jogar mais fechados. A Chapecoense, uma das que luta para escapar do rebaixamento, fez uma verdadeira "Copa do Mundo" contra o Inter. É um exemplo bem prático. 

Nesse contexto, o Colorado tem uma vantagem em relação aos seus adversários: já jogou contra três deles (Palmeiras, Flamengo e Grêmio) no returno, somando sete pontos. E os dois que faltam (São Paulo e Atlético-MG) ainda virão ao Beira-Rio. Também receberemos na nossa casa o Vitória, o Santos, o Atlético-PR, o América-MG e o Fluminense. Dá, sim, para sonhar.

Voto de confiança

No início do ano, nem o torcedor mais otimista esperava estar nessa situação: faltando 12 rodadas, praticamente garantido na Libertadores 2019 e com reais chances de título no Brasileirão. Quem nos colocou nessa situação são os jogadores e comissão técnica que estarão disputando essas últimas 12 rodadas. 

Um voto de confiança e o Beira-Rio sempre lotado são as nossas obrigações!

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros