Cacalo: "Arthur foi uma perda irreparável para o Tricolor" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão tricolor18/10/2018 | 07h00Atualizada em 18/10/2018 | 07h00

Cacalo: "Arthur foi uma perda irreparável para o Tricolor"

A atuação dele contra a Argentina foi um show de qualidade técnica e discernimento

Cacalo: "Arthur foi uma perda irreparável para o Tricolor" Lucas Figueiredo/CBF/Divulgação
Ex-gremista se destacou na Seleção Foto: Lucas Figueiredo / CBF/Divulgação
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

A atuação de Arthur naquela Seleção Brasileira que venceu a Argentina foi uma demonstração da perda que nós, gremistas, tivemos com a saída desse atleta. Foi um show de qualidade técnica e discernimento com ou sem a bola, confirmando todas as críticas que fizemos quando ele não foi à Copa do Mundo. Trata-se de um jogador fora de série e que tem muito a oferecer ainda, em face de sua juventude. 

Leia mais
André passa por cirurgia e é novo desfalque do Grêmio
Arthur comemora primeiro título pela Seleção Brasileira: "É maravilhoso"
Os volantes são a melhor notícia da Seleção Brasileira

Sorte do Barcelona que tem recursos financeiros suficientes para adquirir e contar com um jogador deste nível. Apesar disso, nossa Seleção teve uma atuação medíocre. Penso que mais uma vez a CBF está brincando de fazer futebol às custas dos clubes. Entre os convocados, há jogadores que não possuem a menor condição de vestirem a camisa da Seleção Brasileira. E, não entendo os motivos de suas convocações. 

O esquema de jogo é totalmente ultrapassado, e a invenção de Gabriel Jesus pela ponta direita não faz jus à qualidade que deve ter uma equipe que veste a camisa amarela. Mas, por outro lado, mesmo contra a Argentina, um time renovado, sem entrosamento e sendo reconstruído, a motivação de nossos atletas foi realmente discutível. Se o objetivo é renovar também a Seleção Brasileira, por que alguns jogadores, como Renato Augusto, são convocados? O centroavante Firmino não deu um chute sequer ao gol argentino, derrotado pelo esquema de jogo. 

Zona de conforto

As explicações para a não convocação de alguns outros atletas jovens apenas demonstram os desmandos e os benefícios que alguns clubes têm na CBF. Enquanto isso, o time brasileiro vai vencendo adversários pobres, mantendo uma invencibilidade que somente é perdida na hora que vale, a Copa do Mundo. Enquanto isso, todos seguem na sua zona de conforto até a próxima Copa. 

Ainda não tem o app Tricolor GaúchaZH? Acesse todas as informações sobre o Grêmio na palma da sua mão!

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros