Cacalo: "Saída de Luan fez cair o nível das atuações gremistas" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão Tricolor17/11/2018 | 07h00Atualizada em 17/11/2018 | 07h00

Cacalo: "Saída de Luan fez cair o nível das atuações gremistas"

Não que o nosso camisa 7 seja um craque de exceção, mas é um jogador que cumpre com muita qualidade uma série de funções do meio-campo para a frente

Cacalo: "Saída de Luan fez cair o nível das atuações gremistas" Felix Zucco/Agencia RBS
Lesionado, Luan não vem sendo escalado pelo técnico Renato Portaluppi Foto: Felix Zucco / Agencia RBS
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Todos sabemos que o futebol é um esporte coletivo, mas que é composto por individualidades. Salvo algum craque de exceção, o conjunto desse trabalho de cada atleta reflete diretamente na equipe. Estamos observando as atuações do Grêmio ao longo desta temporada e, a meu juízo, poucas vezes o time rendeu aquilo que havia mostrado em 2017.

Leia mais
Insubstituível da Arena: os números de Everton e dicas de reposição ao Grêmio
De gandula ao sonho olímpico: como Matheus Henrique deixou de ser promessa e virou realidade no Grêmio
Zagueiro da transição do Grêmio é chamado por Renato e deve ser relacionado contra a Chapecoense

Muitos foram os motivos. A saída de Arthur, em especial, foi um dos fatores proeminentes nessa queda de rendimento. Mas ainda neste ano de 2018, o Tricolor teve algumas boas produções. A partir de um determinado momento, principalmente com a saída de Luan da equipe, o nível de atuação caiu de modo visível. 

Não que o nosso camisa 7 seja aquele craque de exceção. Porém, trata-se de um jogador que cumpre com muita qualidade uma série de funções do meio-campo para a frente. Movimenta-se, procura sempre estar com a bola, atrai a marcação dos adversários, presta excelentes assistências e é um dos goleadores da equipe. 

Luan não é um atleta insubstituível, mas não se achou no elenco gremista alguém que pudesse exercer suas funções com a mesma qualidade. As características dele são difíceis de serem encontradas. 

Ele fez e faz falta

Parece que agora, no final do ano, está surgindo Jean Pyerre, que mesmo assim é diferente de Luan. Se avaliarmos a campanha da Libertadores de 2017 e a compararmos com a deste ano, com certeza observaremos que as atuações de Luan foram um diferencial importante. Ele fez e faz falta. Espero que se reabilite da lesão que o persegue e possa voltar no ano que vem em ótimas condições.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros