Lelê Bortholacci: "Não entro nessas de culpar jogador por derrota" - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Paixão colorada23/11/2018 | 07h00Atualizada em 23/11/2018 | 07h00

Lelê Bortholacci: "Não entro nessas de culpar jogador por derrota"

Caso de Leandro Damião é emblemático: se não fossem os gols dele, o Inter não estaria nem brigando pelo G-6, que dirá pelo G-4

Lelê Bortholacci: "Não entro nessas de culpar jogador por derrota" André Ávila/Agencia RBS
Atacante perdeu dois gols contra o Atlético-MG, mas fez oito nos 10 últimos jogos Foto: André Ávila / Agencia RBS
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Entendo que uma derrota machuca e que seja normal os torcedores apontarem culpados quando elas ocorrem. Isso é cultural. O torcedor é passional e quase sempre tende a ver apenas a "derrota do seu time", e nunca a "vitória do adversário". A partida contra o Atlético-MG foi mais um exemplo disso. Os "culpados" acabaram sendo os jogadores colorados, que tiveram baixo rendimento. Foi o treinador que escalou mal a equipe. Ou ainda os dois gols "imperdíveis" perdidos por Damião

Leia mais
Inter sofreu duas derrotas consecutivas pela primeira vez no Brasileirão
As versões de Iago e de Patrick para a queda de rendimento no Inter
Inter faz reunião para encaminhar primeira renovação de contrato

Ver qualidades no time comandado por Levir Culpi, ninguém viu. Não entro nessas de culpar jogador por derrota, ainda mais quando o mesmo atleta que vai mal num insucesso já deu tantas alegrias ao clube. O caso de Leandro Damião é emblemático: se não fossem os gols dele, o Inter não estaria nem brigando pelo G-6, que dirá pelo G-4

Ele vai errar gols que normalmente não erra, como ocorre com qualquer centroavante. Mas você não pode esquecer que, nos últimos 10 jogos em que ele esteve em campo, fez gol em oito deles. E não vou nem entrar no mérito de que ele é o décimo jogador que mais fez gols na história do Inter

Se tu não gostas de um jogador que já te fez gritar gol CENTO E OITO VEZES, talvez esteja com saudade do Ariel. É isso mesmo?

O último encontro 

Domingo (25), a torcida e o time têm o último encontro no Beira-Rio em 2018. Uma simples vitória contra o Fluminense praticamente garante o G-4 e a vaga direta na fase de grupos da Libertadores. Vamos focar nisso e depois a gente discute os problemas e o nosso futuro.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros