Lelê Bortholacci: "Seguiremos vendo erros de arbitragem para todos os lados" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão colorada07/11/2018 | 07h00Atualizada em 07/11/2018 | 07h00

Lelê Bortholacci: "Seguiremos vendo erros de arbitragem para todos os lados"

Implementação do VAR nas últimas rodadas do Brasileirão não teve unanimidade dos clubes nem a concordância da CBF e da comissão de arbitragem

Lelê Bortholacci: "Seguiremos vendo erros de arbitragem para todos os lados" Lucas Figueiredo / CBF/CBF
Neste ano, a única competição nacional com o uso do VAR foi a Copa do Brasil Foto: Lucas Figueiredo / CBF / CBF
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

O Inter tentou e não conseguiu a implementação do VAR nas últimas seis rodadas do Brasileirão. Mesmo com toda a mobilização, liderada pelo presidente Marcelo Medeiros e apoiada por quase todos os clubes, não se teve unanimidade — Vasco e Atlético-MG foram contra —, muito menos a concordância da CBF e da comissão de arbitragem.

Leia mais
Sandro Meira Ricci apoia apelo do Inter: "O VAR deveria ser implementado na próxima rodada"
O que o presidente do Inter ouviu na reunião com a CBF que pedia o uso do VAR
Inter terá mais de um "time inteiro" retornando de empréstimo ao final do ano

Essa é a gestão do futebol brasileiro, que movimenta cifras astronômicas, leva multidões aos estádios, gera audiência gigantesca na tevê, mas não vê como prioritária a melhoria da qualidade de trabalho. Conclusão: seguiremos vendo erros de arbitragem para todos os lados.

Um grande cara

Sempre fui um grande apoiador do trabalho de Odair Hellmann, desde que foi efetivado como treinador do Inter. Com o passar do tempo, me informei mais sobre sua história e a admiração só aumentou. 

Na segunda-feira (5), tivemos o prazer de recebê-lo no programa Bola Nas Costas, da Rádio Atlântida. Ele falou com muita sinceridade — característica bem clara em sua personalidade — sobre os momentos tensos de sua trajetória pessoal e profissional, além de responder a questões importantes sobre seu primeiro trabalho como treinador profissional, a dificuldade no início do Campeonato Brasileiro, a "virada de chave", a estabilização do time e até mesmo sobre as confusões do Gre-Nal do segundo turno

Odair também comentou sobre o seu futuro no clube e como pretende utilizar mais a base, se renovar para 2019. Uma entrevista segura e honesta do "Papito", um grande cara, que eu gostaria muito que continuasse comandando o Inter na próxima temporada.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros