Lelê Bortholacci: "Vai ser um fim de tarde de domingo pegado para o Inter" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão colorada10/11/2018 | 07h00Atualizada em 10/11/2018 | 07h00

Lelê Bortholacci: "Vai ser um fim de tarde de domingo pegado para o Inter"

Colorado enfrentará o Ceará, no Castelão, em um jogo importante para as duas equipes

Lelê Bortholacci: "Vai ser um fim de tarde de domingo pegado para o Inter" Ricardo Duarte / Inter, Divulgação/Inter, Divulgação
Grupo colorado precisa estar focado para encarar as próximas partidas Foto: Ricardo Duarte / Inter, Divulgação / Inter, Divulgação
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Depois de uma semana inteira de calmaria e treinos visando o enfrentamento contra o Ceará, surgiu o problema de última hora: Rodrigo Moledo nem viajou com a delegação no voo fretado para a capital cearense. Seu substituto será Emerson Santos, um zagueiro que, na grande maioria das vezes que entrou, deu conta do recado. 

Leia mais
Ceará x Inter: horário, como assistir e tudo sobre o jogo da 33ª rodada do Brasileirão
Inter venceu o Ceará somente uma vez em Fortaleza
Situação do Inter inscreve chapa ao Conselho sem o nome do empresário Delcir Sonda

Mas a torcida, inevitavelmente, fica um pouco mais preocupada na ausência de um titular incontestável como Moledo. Menos mal que Edenilson e Rodrigo Dourado voltam, o que significa mais proteção em frente à nossa área. Do outro lado, a torcida do Ceará promete lotar o Castelão, estádio onde ainda não perderam sob o comando de Lisca. Mesmo fora da zona de rebaixamento, eles não querem saber de nada que não seja a vitória. A sequência da tabela não é das mais fáceis para o Vozão, restando apenas três jogos em casa. O primeiro é contra nós. Vai ser um fim de tarde de domingo pegado!

Dois grandes colorados

Está definida a eleição do Inter. No dia 8 de dezembro, no Gigantinho, os sócios poderão escolher entre dar mais dois anos de mandato para o atual presidente, Marcelo Medeiros, ou uma chance para Luciano Davi. São mais de 64 mil sócios aptos a votar na maior eleição de um clube de futebol no país. 

São dois grandes colorados que eu já tive o prazer de conhecer. Ganha o clube em ter dois candidatos desse nível. O Internacional precisa desse tipo de gente para construir seu futuro e nunca mais de aventureiros e interessados em benefícios próprios. Informe-se, sócio colorado. Ajude a fazer o futuro do nosso Internacional.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros