Luciano Périco: "Empate fora de casa foi um bom negócio para o Grêmio" - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Gigante da Galera16/11/2018 | 07h00Atualizada em 16/11/2018 | 07h00

Luciano Périco: "Empate fora de casa foi um bom negócio para o Grêmio"

Não foi uma atuação brilhante do time de Renato, mas manteve a vantagem em relação ao São Paulo

Luciano Périco: "Empate fora de casa foi um bom negócio para o Grêmio" Lucas Uebel/Gremio.net
Maicon (foto) teve que deixar o campo mais cedo, com desgaste muscular Foto: Lucas Uebel / Gremio.net

Não foi uma atuação brilhante. O Grêmio até poderia ter vencido o São Paulo. Mas, na briga pelo G-4, no jogo de seis pontos, o empate fora de casa foi um bom negócio. Manteve a vantagem pelos critérios. 

Depois de um primeiro tempo fraco, o time de Renato Portaluppi saiu na frente com gol de Everton. O São Paulo só conseguiu igualar o placar após lambança de Paulo Victor com Michel, que foi para a zaga após lesão de Paulo Miranda. Mais uma vez, Maicon deixou o campo mais cedo sentindo desgaste muscular. É preocupante a situação do capitão gremista, que volta e meia sofre problemas físicos. 

O jogo no Morumbi também confirmou um fato que o campo tem mostrado durante toda a temporada. O desempenho de Jael é muito abaixo das necessidades ofensivas do Grêmio. 

TRANQUILIDADE VERMELHA

O Inter permanece imbatível no Beira-Rio. Com a vice-liderança, a vaga direta na fase de grupos da Libertadores está cada vez mais próxima. Pegar o líder Palmeiras está complicado. O Verdão não tropeça. 

Mas, sobre o jogo, o Colorado não teve dificuldades para derrotar o fraco América-MG, que parece não ter forças para fugir do inferno do rebaixamento. Desde os primeiros minutos da partida, o Inter foi soberano. Não correu qualquer tipo de risco. Administrou a vantagem na etapa final. De novo, Damião foi decisivo. Fez seu décimo gol no Brasileirão. Uma marca incrível: sete gols nos últimos sete jogos. O camisa 9 foi o garçom para Edenilson, o melhor em campo, ampliar o placar. 

Wellington Silva foi a escolha correta de Odair Hellmann para a ausência de D'Alessandro. Patrick e Iago foram as únicas peças do time que ficaram abaixo das demais. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros