Lelê Bortholacci: "É um prazer voltar para a competição que a gente mais gosta de jogar" - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Paixão colorada15/12/2018 | 07h00Atualizada em 15/12/2018 | 07h00

Lelê Bortholacci: "É um prazer voltar para a competição que a gente mais gosta de jogar"

Depois de um descenso e da bela campanha em 2018, merecemos curtir cada milímetro da volta à Libertadores

Lelê Bortholacci: "É um prazer voltar para a competição que a gente mais gosta de jogar" ALFREDO ESTRELLA/AFP
Última partida do Inter pela Libertadores foi na semifinal de 2015, contra o Tigres-MEX Foto: ALFREDO ESTRELLA / AFP
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Segunda-feira (17), você sabe, nós colorados iremos conhecer o nosso grupo na Copa Libertadores da América de 2019. Primeiro que é um prazer voltar para a competição que a gente mais gosta de jogar. Ainda temos lembranças do ídolo Fernandão levantando a taça cheia de plaquinhas dos times em 2006 e Pelé, o maior atleta da história, entregando-a para o general Bolívar em 2010, ambas no Beira-Rio.

Leia mais
Os promovidos por Odair e a retomada da base: como o Inter se prepara para 2019
Inter aguarda eleição do Sport para definir futuro de Rithely
Bicampeão japonês anuncia a contratação de Leandro Damião

A informação que você já sabe é que o Inter não é cabeça de chave. O Grêmio é. Tem como ter Gre-Nal já na primeira fase? Não. Times do mesmo país, só se um deles vier da pré-Libertadores. Ou seja: Atlético-MG e São Paulo — dois clubes que foram eliminados pelo Colorado na competição em outros anos — podem pintar como adversários do nosso time.

Mas o que eu queria mesmo ressaltar é que, na Libertadores, se aproveita tudo. A noite de segunda-feira, do sorteio de bolinhas, é uma festa chata da Conmebol, e o que vale mesmo é a tensão de descobrir os três primeiros rivais na briga pela América.

Hora de aproveitar

Mas, colorados: aproveitemos essa volta a partir de segunda. Cada detalhe. Depois de um descenso e da bela campanha em 2018, merecemos curtir cada milímetro da volta à Libertadores.

Até porque a meta do ano que vem é estar em Santiago, no Chile, para a primeira e histórica final em jogo único do certame mais charmoso das Américas. É o Internacional de volta à Libertadores!

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros