Lelê Bortholacci: "Perder o melhor volante do Brasileirão será um problema" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão colorada07/12/2018 | 07h00Atualizada em 07/12/2018 | 07h00

Lelê Bortholacci: "Perder o melhor volante do Brasileirão será um problema"

Tomara que seja apenas sondagem e que a direção consiga manter Rodrigo Dourado no Beira-Rio

Lelê Bortholacci: "Perder o melhor volante do Brasileirão será um problema" Ricardo Duarte / Sport Club Internacional/Sport Club Internacional
Não ter mais Dourado no time significaria a necessidade de buscar uma reposição imediata e inquestionável Foto: Ricardo Duarte / Sport Club Internacional / Sport Club Internacional
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Lá vem os gringos de novo tentando tirar Rodrigo Dourado daqui. Eu sei, é do jogo. Os europeus, quando querem, chegam e levam qualquer jogador do país. Não existe caro pra eles. Mas, nesse caso, perder o melhor volante do Brasileirão será um problema. 

Leia mais
Inter projeta anunciar cinco contratações para 2019
Inter fez sondagens a Leandro Castán, zagueiro do Vasco, diz imprensa do Rio
Proibição de Guerrero de atuar em jogos beneficentes divide opiniões no meio jurídico

Todas as vezes em que Dourado não jogou, o time sofreu. Não tê-lo mais na equipe significaria a necessidade de buscar uma reposição imediata e inquestionável para o seu lugar. Aí teríamos outro problema. Sei que o clube precisa vender jogadores pra manter suas finanças estáveis, mas só de pensar na possibilidade de perder Dourado fico bem preocupado. Tomara que seja apenas sondagem e que a direção consiga mantê-lo. Fica, Dourado!

Trocando de assunto, que palhaçada esse veto à participação de Paolo Guerrero no Lance de Craque. Trata-se de evento beneficente, ação que ajuda milhares de pessoas direta e indiretamente. Óbvio que sua presença aumentaria — e muito — a venda de ingressos e, consequentemente, mais pessoas seriam beneficiadas. Não tem como entender. Fica a impressão que a Agência Internacional Antidoping age com preconceito com os sul-americanos.

Sobis me serve muito

Outro atleta de que queria falar é Rafael Sobis. Bastou sair do Cruzeiro, e as redes sociais começaram a cogitá-lo no Inter. Me serve muito. Não como solução, mas como alguém que tem experiência, ainda joga muita bola e conhece a Libertadores como poucos. Precisamos reforçar o grupo com juventude e experiência, e Sobis preenche brincando esse segundo item.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros