Luciano Périco: "Nem sempre a contratação milionária, de lotar aeroporto, resolve" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Gigante da Galera07/12/2018 | 07h00Atualizada em 07/12/2018 | 07h00

Luciano Périco: "Nem sempre a contratação milionária, de lotar aeroporto, resolve"

Entre os reforços colorados para 2018, Moledo e Patrick foram os que deram melhor resposta

Luciano Périco: "Nem sempre a contratação milionária, de lotar aeroporto, resolve" Montagem sobre fotos de Ricardo Duarte / Inter/Divulgação/Inter/Divulgação
Moledo, à esquerda, e Patrick, à direita, não foram contratações caras Foto: Montagem sobre fotos de Ricardo Duarte / Inter/Divulgação / Inter/Divulgação

Nem sempre a contratação milionária, de lotar aeroporto, resolve. Em 2018, o Inter trouxe 16 atletas. Quem deu a melhor resposta? Patrick e Moledo. Vindo do Sport, o volante assumiu a titularidade e foi destaque. Teve uma queda de rendimento após a Copa do Mundo, mas ainda pode dar ótima resposta. 

Sonho dos dirigentes, Moledo começou mal. Depois, tornou-se avalista do grande desempenho da defesa colorada no Brasileirão. Zeca não conseguiu se firmar, mas é uma baita aposta para 2019. Tem potencial. 

Fabiano, Rossi e Wellington Silva merecem permanecer. Uma aposta para 2019? Sarrafiore. Emerson Santos foi uma boa peça de reposição. Gabriel Dias e Jonatan Alvez deram resposta mediana. Guerrero e Rithely nem estrearam, e Dudu teve as lesões.

BALANÇO FINAL

Na Arena, chegaram nove contratações para 2019. André veio para ser o fazedor de gols. Não emplacou. Teve muitas oportunidades dadas por Renato Portaluppi e estufou as redes apenas quatro vezes. Penso que ainda merece uma segunda chance. Já mostrou potencial em outros clubes. 

Mesmo não sendo a maior aposta, Alisson foi o principal destaque entre os contratados. Durante a temporada, com as ausências de Everton e Luan, foi o 12º jogador. Juninho Capixaba e Paulo Miranda foram bons reservas. Não se tinha muita expectativa com Thaciano e Thonny Anderson, mas eles foram boas surpresas. São úteis.

Já o lateral-direito Madson não deu certo. Hernane Brocador saiu para o Sport em agosto e pouco contribuiu. Por fim, Marinho custou muito, e a resposta ainda não veio. Tem mercado e pode despertar interesse.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros