Luciano Périco: "Sobis será uma liderança importante do grupo colorado" - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 

Gigante da Galera09/01/2019 | 07h00Atualizada em 09/01/2019 | 07h00

Luciano Périco: "Sobis será uma liderança importante do grupo colorado"

Além da contribuição técnica, atacante chega com a consciência de que deve escrever um novo capítulo na história do Inter

Luciano Périco: "Sobis será uma liderança importante do grupo colorado" ricardo duarte/inter,divulgação
Rafael Sobis não quer viver das glórias do passado Foto: ricardo duarte / inter,divulgação

Sobis chega com a consciência de que deve escrever um novo capítulo na história do Inter. Não quer viver das glórias do passado. Está correto. É óbvio que tudo o que foi conquistado será lembrado para sempre pelo torcedor. Como, por exemplo, o jogo antológico no Morumbi, na decisão da Libertadores de 2006, quando marcou dois gols e foi o protagonista na partida em que, segundo o narrador Pedro Ernesto Denardin, o Inter rasgou a camisa do São Paulo

Claro que o momento é outro. O Colorado passou por um processo de reestruturação e, agora, precisa de resultados. O atacante sabe da responsabilidade que está assumindo. Chega e toma posse da posição que era de Leandro Damião. Além da contribuição técnica, mais experiente, Sobis será uma liderança importante do grupo colorado. 

LUAN INTEIRO

Volto a um assunto que tratei na coluna em dezembro. Mesmo com as chegadas de Montoya e Felipe Vizeu, jogadores que vão agregar muita qualidade ao time gremista, aposto que Luan será o principal reforço do Grêmio. Segundo o vice de futebol, Duda Kroeff, o camisa 7 está recuperado do problema da fascite plantar. Começa a pré-temporada na ponta dos cascos. 

Puxando na memória, é fácil evidenciar que os grandes momentos recentes do Tricolor tiveram Luan como protagonista. Seria um erro fazer um troca-troca com o Cruzeiro por Thiago Neves. E o mais importante: Luan tem de se dar conta da importância do seu futebol para a equipe. Ele precisa colocar a cabeça no lugar para voltar a atuar em alto nível – como em 2017, quando foi o Rei da América. Assim, ele pode fazer a diferença.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros