Zé Alberto Andrade: "Renato não precisa do trabalho tradicional para ser importante" - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 

Guerra total09/01/2019 | 07h00Atualizada em 09/01/2019 | 13h21

Zé Alberto Andrade: "Renato não precisa do trabalho tradicional para ser importante"

Basta o treinador gremista conviver no seu hábitat, pois é do tipo de pessoa cuja simples presença torna o ambiente positivo

Zé Alberto Andrade: "Renato não precisa do trabalho tradicional para ser importante" Félix Zucco/Agencia RBS
Quem conheceu Renato nos tempos de boleiro jamais imaginou que ele se tornaria o baita técnico que é Foto: Félix Zucco / Agencia RBS
José Alberto Andrade
José Alberto Andrade

ze.alberto@rdgaucha.com.br

Nada melhor para o Grêmio e para Renato Portaluppi do que o reaparecimento do técnico no CT Luiz Carvalho, antes mesmo do previsto. De chinelos e calção, o líder esteve junto de seu grupo três dias depois da cirurgia no coração. Nesta quarta-feira (9), o comandante já concederá a primeira entrevista do ano. Ele não precisa do trabalho tradicional para ser importante. Basta conviver no seu hábitat, pois é do tipo de pessoa cuja simples presença torna o ambiente positivo. 

OUTRO LADO

Quem conheceu Renato nos tempos de boleiro jamais imaginou que ele se tornaria o baita técnico que é. Pois o Corinthians sonha que aconteça algo semelhante com Emerson Sheik, cuja personalidade e irreverência como jogador não são exatamente o que se exige de um diretor. 

TROCA-TROCA

A capacidade do Inter para negociar tem se mostrado notável neste início de ano. As trocas de jogadores que estavam fora dos planos por reforços de bom nível poderia render a Rodrigo Caetano e Roberto Melo os títulos de "Homens de Vendas 2019". 

Mesmo que a maioria dos reforços não confirme no campo, o clube não estará perdendo. Quem foi embora não deixará saudades. 

IMPROVISAÇÃO

Zeca rendia muito na lateral esquerda e foi convocado para a Olimpíada. Ao chegar ao Inter, pela necessidade, foi usado na direita, em função da versatilidade. Não foi bem e, dificilmente, irá caso seja mantido por ali. O lugar que o diferencia é o de origem. Aí está um ponto a ser trabalhado com urgência pela direção colorada, que já fez esse diagnóstico.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros