Luciano Périco: "Juventude e Inter fizeram um duelo pegado no Alfredo Jaconi" - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 

Gigante da Galera11/02/2019 | 07h00Atualizada em 11/02/2019 | 07h00

Luciano Périco: "Juventude e Inter fizeram um duelo pegado no Alfredo Jaconi"

Equipes mostraram, desde o início, que queriam a vitória

Luciano Périco: "Juventude e Inter fizeram um duelo pegado no Alfredo Jaconi" Felipe Nyland/Agencia RBS
Partida foi muito disputada, com os dois time sempre buscando o gol Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

Como se projetava, Juventude e Inter fizeram um duelo pegado no Alfredo Jaconi. Os dois times mostraram, desde o início, que queriam a vitória. Mesmo sem D'Alessandro, foi possível verificar uma evolução da equipe. Edenilson e Neilton foram os destaques. Ambos deram as assistências para os gols. 

Até ser expulso, Nico López também fez bom jogo. Pedro Lucas entrou no lugar de Tréllez e marcou seu primeiro gol com a camisa vermelha no time principal. Merece novas chances. 

Com razão, o vestiário do Juventude reclamou do árbitro Vinícius Amaral, que não marcou um pênalti sobre o uruguaio Braian Rodríguez quando a partida estava 1 a 0. Triste também a confusão ocorrida no final do primeiro tempo, que envolveu William Pottker, Luiz Carlos Winck, Nico López e Victor Sallinas. Desnecessário.

ROTINA

Deu a lógica. A tarde foi de gols bonitos na Arena. Com os titulares, o Grêmio goleou o Avenida por 6 a 0 em ritmo de treino. A vitória valeu a folga na liderança e a taça da Recopa Gaúcha. Faltando menos de um mês para a estreia na Libertadores, Marinho e Montoya disputam a titularidade na meia direita. Leonardo Gomes vai se firmando na direita. Vizeu entrou e fez gol. Vai ficar com a camisa 9.

COMPLICOU DE VEZ

A derrota para o Aimoré no Bento Freitas, por 3 a 1, deixou o Brasil-Pel em situação delicada. Com apenas três pontos em seis partidas, é preciso reagir. Seria um enorme pesadelo cair para a Divisão de Acesso do Estadual. 

Nem sempre resolve, mas era o momento do fato novo. Paulo Roberto Santos não conseguiu acertar a mão. É o primeiro técnico a ser demitido no Gauchão.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros