Houve justiça no placar no Gre-Nal 419 - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Tudo igual15/04/2019 | 09h18Atualizada em 15/04/2019 | 09h22

Houve justiça no placar no Gre-Nal 419

Empate em 0 a 0 mantém disputa em aberto pela conquista do Gauchão

Houve justiça no placar no Gre-Nal 419 André Ávila/Agencia RBS
Nem Lindoso, nem Michel levaram a melhor no Beira-Rio Foto: André Ávila / Agencia RBS

Ficou de bom tamanho.

Em um jogo em que as defesas estiveram muito melhor do que os ataques, o Gre-Nal do Beira-Rio, primeiro dos dois jogos que decidem o título, acabou num 0 a 0 justo. Agora, tudo será definido na quarta-feira (17), na Arena.

É bom que se diga, também, que o segundo tempo agradou bem mais do que o primeiro. A etapa final teve uma chance de gol para cada time, muita pegada e pouca inspiração de lado a lado.

MELHORES — Os defensores brilharam. Não estão errados aqueles que consideram Marcelo Lomba e Paulo Victor as figuras mais destacadas do jogo. Afinal, eles conseguiram segurar as finalizações de Everton e Nico López. Porém, pelas dificuldades que tiveram em conter os atacantes, o colorado Moledo e o gremista Kannemann foram os responsáveis diretos pela igualdade.

VANTAGEM — Mudou de lado. Verdade que Gre-Nal é Gre-Nal, que tudo pode acontecer, mas jogar dentro de casa é sempre uma vantagem. Se vai acabar em título, só vamos saber após o apito final. Contudo, pelo fator local, não é proibido dizer que o Grêmio tem as melhores chances de título.

PROJEÇÕES — Ninguém abre o bico. Pelo que se ouviu, nem Odair Hellmann nem Renato Portaluppi devem divulgar o que farão até quarta-feira, em termos de escalação. O que parece definitivo é que Rodrigo Dourado e Rithely estão fora do clássico, e Lindoso mais dentro do que nunca.

PERGUNTINHA — O Gauchão será decidido no tempo normal?

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros