Lelê Bortholacci: Inter, por todos e pela Copa - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Paixão Colorada18/09/2019 | 09h00Atualizada em 18/09/2019 | 09h00

Lelê Bortholacci: Inter, por todos e pela Copa

É hora de doação máxima de time e torcida em busca do título

Lelê Bortholacci: Inter, por todos e pela Copa Jefferson Botega / Agencia RBS/Agencia RBS
Tenho certeza de que, ao final da noite, Paolo Guerrero estará com a taça nas mãos Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS / Agencia RBS
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Chegou o dia! São as últimas horas desta ansiedade terrível que tomou conta dos colorados nas últimas semanas. A partir das 21h30min desta quarta-feira (18), tudo se decide. O Beira-Rio volta a receber uma final nacional após 10 anos, desta vez com um resultado mais possível de reversão.

Leia mais
Inter x Athletico-PR: horário, como assistir e tudo sobre o segundo jogo da final da Copa do Brasil
Sem telão na Goethe: o que Inter, EPTC e Brigada Militar falam sobre a possível festa na quarta-feira
Inter pode ser o campeão da Copa do Brasil com o maior número de estrangeiros

O placar de 1 a 0 conquistado pelo Athletico-PR no jogo de ida é um dos grandes obstáculos criados pelo ótimo time do treinador Tiago Nunes que o Internacional terá de superar hoje para levantar a linda taça da Copa do Brasil.

Nosso adversário se credenciou para a final deixando pelo caminho Grêmio e Flamengo, citados por muitos como donos "do melhor futebol do Brasil". Ou seja, tem total mérito em estar aqui. Assim como o nosso Colorado, que, menos de dois anos após sair do inferno da Segunda Divisão, decide em casa um grande título nacional.

A torcida está confiante na virada. A previsão é de recorde de público no novo Beira-Rio. E não poderia ser diferente. A possibilidade de conquistar um título nacional depois de 27 anos mexe com o sentimento de qualquer um. É noite para nervos de aço e corações fortes. É noite para o torcedor apoiar, apoiar e apoiar. E se estiver complicado, apoiar mais ainda.

Todos pelo Inter

Colorado que estiver hoje no Beira-Rio tem a obrigação de jogar junto o tempo todo. De se doar ao máximo, como tenho certeza de que os jogadores farão. Nós, com nosso grito. Eles, com a bola.

Pelos que ficaram de fora. Pelos que se já foram. Por Fernandão, Librelato, Larry, Escurinho, os irmãos Poppe e tantos que não estão mais aqui. Pelo Inter. Pela Copa!

Ainda não tem o app Colorado GaúchaZH? Acesse todas as informações sobre o Inter na palma da sua mão!

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros