Lelê Bortholacci: o que mais doeu na derrota no Gre-Nal - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Paixão Colorada17/02/2020 | 08h00Atualizada em 17/02/2020 | 08h00

Lelê Bortholacci: o que mais doeu na derrota no Gre-Nal

Mesmo com um a menos, Inter foi superior no segundo tempo 

Lelê Bortholacci: o que mais doeu na derrota no Gre-Nal André Ávila/Agencia RBS
Guerrero é a grande decepção colorada em 2020 Foto: André Ávila / Agencia RBS
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Perder para o rival sempre incomoda. Mas o que mais dói numa derrota como a de sábado (15) é o fato de não ter jogado mal a ponto de o resultado ser considerado justo. Se o Grêmio tivesse conquistado a vantagem no primeiro tempo, quando realmente foi superior, tudo bem, seria "do jogo". Mas não. O gol veio nos acréscimos de um segundo tempo onde nós fomos superiores, inclusive com um a menos. Foram, pelo menos, cinco chances claras de gol.

Leia mais
Cotação GZH: confira as notas dos jogadores do Inter na derrota para o Grêmio
Lelê Bortholacci: será que levaríamos o gol com Moledo em campo?
Coudet explica escolha por Fuchs no Gre-Nal: "Necessitávamos do primeiro passe forte"

Se existem problemas no time atual, eles não apareceram nos 45 minutos finais. Muito pelo contrário. É no Inter do segundo tempo que podemos ter esperança de um 2020 de conquistas. Mas a derrota teve, sim, seus aspectos negativos. A atuação fraca e comprometedora de Musto deve colocar sua titularidade em dúvida. O fato do time ter melhorado sem ele – e com um a menos em campo – é muito consistente.

Sobre a saída de Moledo, penso que a hora não era essa. Vejo em Bruno Fuchs um zagueiro promissor e diferenciado, justamente pela qualidade que tem na saída de bola – aspecto que, infelizmente, não apareceu no sábado. Mas creio que esse mudança não deveria ter sido feita logo num clássico, ainda mais numa zaga que está entre as melhores do país.

O que há com Guerrero?

Mas a pior notícia deste início de ano colorado, sem dúvida, é Paolo Guerrero. O centroavante não está conseguindo, nem de perto, atuar da forma como nos acostumamos a ver. Parece desfocado, desmotivado, errando gols que não costuma errar e sendo facilmente desarmado quando está com a bola. Há algo errado com o peruano.  

Ainda não tem o app Colorado ou Tricolor GaúchaZH? Acesse todas as informações sobre o Inter ou o Grêmio na palma da sua mão!

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros