Lelê Bortholacci: a mudança na vida dos atletas durante a pandemia - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Nova realidade31/03/2020 | 08h00Atualizada em 31/03/2020 | 08h00

Lelê Bortholacci: a mudança na vida dos atletas durante a pandemia

O isolamento obrigou os atletas às mais diversas práticas esportivas dentro de suas casas e apartamentos

Lelê Bortholacci: a mudança na vida dos atletas durante a pandemia Arquivo pessoal / Arquivo pessoal/Arquivo pessoal
Gustagol, centroavante do Inter, é um dos atletas que tem se adaptado em casa Foto: Arquivo pessoal / Arquivo pessoal / Arquivo pessoal
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Que a vida de grande parte da população mudou drasticamente de uns dias pra cá, ninguém tem dúvida. Com os jogadores não foi diferente. No caso deles, ainda mais na parte física, pois todo um planejamento feito para um ano inteiro teve de ser alterado.

Leia mais
Escada do prédio, cartilha do Inter e treinadora particular: a criativa rotina de treinos de Gustagol
Clubes de futebol renegociam salários por conta dos prejuízos pelo coronavírus: veja exemplos pelo mundo
São José anuncia férias coletivas para jogadores e funcionários

Das atividades nos centros de treinamentos dos clubes, passando pelos jogos em casa, a logística das viagens, tudo era feito "na rua". Do dia para a noite, teve início a quarentena, a liberdade acabou e o isolamento obrigou os atletas às mais diversas práticas esportivas dentro de suas casas e apartamentos. Não deve ser fácil.

A intensidade, logicamente, não é a mesma. Mesmo que vários deles estejam expondo em suas redes sociais que seguem treinando, é muito diferente. Por mais que estejam seguindo orientações dos profissionais das comissões técnicas de seus clubes, é perfeitamente aceitável que não consigam se manter da mesma forma que estavam quando as atividades normais foram suspensas.

Até por isso, quando o calendário futebolístico for retomado, teremos, certamente, um período de readaptação ou "intertemporada", se você preferir. Como a previsão de volta ainda é incerta, alguns clubes estão, inclusive, dando férias para seus atletas e demais funcionários.

Fazendo a sua parte

Enquanto isso, alguns atletas seguem, também, exercendo sua cidadania, com doações de cestas básicas, sorteios de camisas oficiais e outras ajudas muito bem-vindas nesta época difícil, que é preciso da maior quantidade de solidariedade possível. Parabéns aos que estão fazendo a sua parte!


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros