Luciano Périco: adiamento da Olimpíada preserva as principais estrelas do espetáculo - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Mudança25/03/2020 | 10h00Atualizada em 25/03/2020 | 10h00

Luciano Périco: adiamento da Olimpíada preserva as principais estrelas do espetáculo

Jogos de Tóquio 2020 será disputados em 2021

Luciano Périco: adiamento da Olimpíada preserva as principais estrelas do espetáculo CHARLY TRIBALLEAU / AFP/AFP
Jogos de 2020 ainda não têm data definida para serem realizados em 2021 Foto: CHARLY TRIBALLEAU / AFP / AFP

Apesar da demora, o mundo esportivo comemora a correta decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI) e das autoridades japonesas de alterar a data dos Jogos de Tóquio para o ano que vem. Não havia a menor condição da competição ser mantida para 2020. Além de preservar a saúde de todos, a medida respeita os atletas, as principais estrelas do espetáculo.

Leia mais
Após seleções pedirem, COI e Fifa estudam jogadores com 24 anos na Olimpíada em 2021
Olimpíada é adiada para o ano seguinte pela primeira vez, mas já foi cancelada em três oportunidades

De acordo com o COI, apenas 57% das vagas dos torneios estão preenchidas até agora. Muitas competições pré-olímpicas, de várias modalidades, não puderam ser realizadas. Desde a edição inaugural dos Jogos da Era Moderna, em Atenas no ano de 1896, estamos vivenciando a primeira vez na história em que o evento é adiado de um ano para outro. Em outras oportunidades, devido às duas Guerras Mundiais, a Olimpíada foi cancelada nos anos de 1916, 1940 e 1944. 

MEDIDA SENSATA

A notícia vem da Alemanha. Os jogadores do Borussia Dortmund decidiram aceitar reduzir os salários em 20% no período de inatividade do futebol em virtude da pandemia do coronavírus. Na dupla Gre-Nal, como vai ocorrer nos grandes clubes brasileiros, os dirigentes também querem negociar a diminuição da remuneração dos atletas. 

A ideia da direção do Inter é tratar a questão com as principais lideranças do vestiário colorado. Já no Grêmio, a formulação da proposta ainda está sendo gestada pelos integrantes do conselho de administração. A antecipação de 20 dias de férias, a partir de abril, parece ser o ponto mais fácil de haver consenso entre todos. A ideia não é deixar de pagar os jogadores. Apenas empurrar os débitos para mais à frente, já que o cenário atual é de grande perdas para os clubes.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros