Luciano Périco: crise total nas finanças dos clubes brasileiros - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Prejuízo01/05/2020 | 10h00Atualizada em 01/05/2020 | 10h00

Luciano Périco: crise total nas finanças dos clubes brasileiros

Até mesmo os milionários Flamengo e Palmeiras estão cortando gastos

Luciano Périco: crise total nas finanças dos clubes brasileiros Alexandre Vidal / Flamengo / Divulgação /Flamengo / Divulgação
Se está ruim para Flamengo e Palmeiras, imagina nos outros clubes Foto: Alexandre Vidal / Flamengo / Divulgação / Flamengo / Divulgação

A pandemia de coronavírus está mexendo na situação financeira dos clubes pelo Brasil. A dupla Gre-Nal vem tomando medidas administrativas para reduzir os efeitos negativos. Mas nem mesmo os poderosos Flamengo e Palmeiras, com suas receitas milionárias, conseguiram escapar da crise.

Leia mais
Veja como os clubes de futebol estão renegociando salários em função do coronavírus
Grêmio anuncia férias coletivas e acordo para redução salarial dos jogadores
Inter chega a acordo com atletas e suspende pagamento de direitos de imagem por três meses

O Rubro-Negro carioca iniciou uma série de demissões. As categorias de base foram a primeira área atingida. Outras soluções adotadas são o corte de parte dos salários e a liberação de funcionários, até que tudo retorne ao normal.

Já o Verdão definiu uma redução salarial de 25% no departamento de futebol em maio e junho. A medida atinge os jogadores, o técnico Vanderlei Luxemburgo, o diretor Anderson Barros e o gerente Cícero Souza. A proposta prevê empurrar para frente os pagamentos de direito de imagem do grupo de atletas. Não está fácil.

Crise total

Se está ruim para Flamengo e Palmeiras, imagina no Vasco. O clube suspendeu o contrato de alguns funcionários em maio e junho, pagando só 30% do salário bruto como auxílio. Além disso, ainda há o atraso dos salários dos jogadores: nenhum mês de 2020 foi pago, e há pendências diferentes com grupos de funcionários. Alguns colaboradores ainda não receberam férias.

Fim da linha

Na França, o futebol não volta mais na temporada 2019/2020. O Paris Saint-Germain foi declarado campeão. O Olympique de Marselha ficou em segundo, com vaga na fase de grupos da Liga dos Campeões. O terceiro foi o Rennes, que faturou um lugar na fase preliminar da principal competição europeia. Amiens e Toulouse foram rebaixados. O plano é começar a nova temporada em agosto.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros