Grêmio, Inter e o governo do Estado: todos têm razão no duelo contra o coronavírus  - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Pontos de vista01/07/2020 | 09h00Atualizada em 01/07/2020 | 09h00

Grêmio, Inter e o governo do Estado: todos têm razão no duelo contra o coronavírus 

A imprevisibilidade do cenário da pandemia é o principal adversário para o retorno do futebol

Grêmio, Inter e o governo do Estado: todos têm razão no duelo contra o coronavírus  Mateus Bruxel/Agencia RBS
Cada lado tem suas razões. É preciso encontrarmos um denominador comum Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Imaginem a cena. Todos nós estamos presos dentro de um labirinto, procurando uma saída. A pandemia que assola o mundo inteiro não permite projeções a longo prazo. A convicção de hoje é a incerteza de amanhã. Quando tudo parece se encaminhar para encontrar uma solução, podemos dar de cara com a parede, tendo que dar passos para trás. Fica difícil de ter convicção do que é certo ou errado. Cada lado tem suas razões. É preciso encontrarmos um denominador comum. 

Os governantes acertam quando pregam cautela para a liberação dos treinos com contato. A curva ascendente de casos de pessoas contaminadas na região metropolitana de Porto Alegre e a perigosa aproximação de um colapso na rede hospitalar são um forte alerta para a prudência. Concordo que ainda não seja o momento ideal para voltar o futebol de competição. 

Ainda há o outro lado da moeda. A confirmação dos casos dos quatro jogadores do Inter contaminados pelo coronavírus é um fato irrefutável. O aspecto preocupante é que por mais cuidados que estejam sendo tomados, o vírus é traiçoeiro. Mas há um detalhe importante. O perigo real é fora dos CTs, que são uma bolha sanitária. Se houvesse a liberação dos treinos coletivos, a quantidade de atletas contaminados poderia ser maior. Daí se justifica a cautela dos governantes.

VOCÊ VIU?
Grêmio quita dívida com Kleber Gladiador e estima que gastou R$ 50 milhões com atacante
"Novo Pato", empresário de Ibrahimovic e imbróglio com o Inter: a carreira de Lucas Roggia
Amizade com D'Alessandro, período afastado no Inter e um ano sem jogar: por onde anda Seijas

E a notícia mais alentadora no quadro de dúvidas é a confirmação da eficácia e a rigidez do protocolo adotado pelos clubes. Por isso, a ideia do Grêmio de ir treinar de forma coletiva em Criciúma também tem suas razões. Com todos os cuidados sanitários e a ampla testagem dos jogadores, fica claro que o trabalho executado é extremamente sério. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros